Após tentativas

Cearense Rosier Alexandre chega ao cume do Monte Everest

Ele se encontra, agora, no Campo 3, a 8,3 mil metros de altitude

08:23 · 21.05.2016 / atualizado às 14:49

Na terceira tentativa, o alpinista cearense Rosier Alexandre finalmente conseguiu chegar ao cume do Monte Everest (8.848m). De acordo com a assessoria de imprensa do montanhista, ele chegou ao topo do mundo, sob forte tempestade, às 21h15 desta sexta-feira (20) (horário de Brasília). 

Segundo a assessoria do Projeto 7 Cumes, do qual faz parte o feito de Rosier, foram 36 dias de escalada, noites mal dormidas e clima severo. O alpinista relatou que chegou a enfrentar temperaturas de cerca de 40ºC negativos e muitos equipamentos ficaram congelados. No local, ele permaneceu por cerca de 15 minutos e já entrou em processo de descida. 

Rosier Alexandre foi o único brasileiro que optou por fazer a escalada este ano pela Face Norte da montanha localizada no Tibete. Num áudio enviado logo após, deixar o cume, o cearense afirmou estar a no Campo 3, a 8,3 mil metros de altitude.

"Fui ao cume do Everest, fui com segurança, retornei, estou aqui radiante de alegria e queria compartilhar com todos vocês a alegria dessa conquista", disse. O cearense, entretanto, ressaltou que o feito não é mérito só dele. "Foi uma conquista de milhares. Obrigado a cada um que torceu, que vibrou, sofreu coma gente, mas também se alegrou", afirmou.

Segundo ele, ainda serão necessários três dias para chegar à civilização. "Está tudo bem e em três ou quatro dias vocês possam estar vendo fotos dessa conquista", acrescentou. "Não poderia estar mais feliz, de compartilhar isso no Brasil com cada um de vocês. Um abraço do tamanho do Everest", concluiu.

Com a escalada do ponto mais alto da Terra, Rosier Alexandre concluiu o Projeto Sete Cumes. Iniciada em 2005, o objetivo era realizar a escalada da maior montanha de cada continente do mundo. O cearense já havia subido no Monte Aconcágua (6.962m, na América do Sul), no Monte McKinley (6.194m, na América do Norte), Kilimanjaro (5.895m, na África), Monte Elbrus (5.642m, na Europa), Monte Carstensz (4.884m, na Oceania) e Monte Vinson (4.897m, na Antártida). O sétimo cume, do Everest, fica na Ásia, entre na fronteira entre o Nepal e o Tibete.

A conclusão do projeto foi adiada duas vezes por desastres naturais, dos quais Rosier escapou ileso. No ano passado, o trágico terremato do Nepal impediu a escalada. O alpinista já estava na montanha e, com a tragédia, houve uma avalanche que matou 19 pessoas no Campo 1. E foi resgatado de helicóptero dois dias depois. Ao todo, foram mais de 7 mil mortos no episódio.

No ano anterior, outra avalanche também impediu a escalada.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.