Contra o Flamengo

Ceará tenta aproveitar Castelão lotado para vencer a primeira no Brasileiro

Com apenas um ponto, o Ceará aparece na parte debaixo da classificação, mas aposta no fator casa para encontrar a primeira vitória

08:35 · 29.04.2018 por Estadão Conteúdo
Chamusca
"Não podemos entrar na euforia da nossa torcida, ainda por conta da participação na elite. Vamos enfrentar um dos melhores times do Brasil e precisamos manter o foco do início ao fim do jogo", resumiu o técnico. ( Ceará SC/Divulgação )

O empate sem gols com o São Paulo, no final de semana passado, gerou um problema para o técnico Marcelo Chamusca, que ainda busca a primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Atuando com três zagueiros, o time conseguiu conter o adversário e fez uma partida segura, mas perdeu o poder de fogo e pouco agrediu o gol adversário. Neste domingo, às 16 horas, o treinador vai ter que tomar a sua decisão sobre a forma de enfrentar o Flamengo, pela terceira rodada, novamente no Castelão.

Na estreia, Chamusca apostou na formação com 4-3-3 e chegou a assustar o Santos, mas acabou derrotado por 2 a 0 no Pacaembu, com duas falhas individuais da marcação. Com apenas um ponto, o Ceará aparece na parte debaixo da classificação, mas aposta no fator casa para encontrar a primeira vitória. Mais de 20 mil ingressos já foram comercializados e a previsão é de um público superior a 40 mil torcedores.

> Ceará: chegou a hora das grandes vitórias

> Ceará X Flamengo: Castelão receberá maior público do ano

O principal novidade nos treinos é o retorno do volante Richardson, que está liberado pelo departamento médico para voltar ao time titular. Ele deve assumir a posição de Pio, que volta para o banco de reservas. Mas ainda há dúvida quanto a formação. O zagueiro Tiago Alves pode ser mantido ao lado de Valdo e Luiz Otávio, assim como o atacante Roberto pede uma nova oportunidade lá na frente. 

Tantas possibilidades serviram para formar um clima de mistério, inclusive no discurso de Chamusca. "Não podemos entrar na euforia da nossa torcida, ainda por conta da participação na elite. Vamos enfrentar um dos melhores times do Brasil e precisamos manter o foco do início ao fim do jogo. Quanto á escalação, só mesmo antes do jogo. Mas estou tranquilo porque temos boas opções", resumiu o técnico.

Este clima de confiança também reflete no elenco, que acredita na evolução natural do time durante os jogos. "Espero que no final do jogo estejamos todos comemorando juntos. A nossa equipe é qualificada e irá brigar de igual para igual. No jogo passado, contra o São Paulo, nos impomos mais. Agora, o professor está passando todas as dicas e os pontos que precisamos organizar para conseguirmos os três pontos", explicou Valdo, um dos líderes do grupo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.