Desanimado

Após tropeço, Cuca evita falar em título no Palmeiras

Em relação ao jogo com o Bahia, Cuca acredita que o gol nos minutos finais do primeiro tempo fez com que a equipe perdesse confiança para o segundo tempo

10:05 · 13.10.2017 por Estadão Conteúdo
Cuca
Técnico alviverde se esquivou de perguntas sobre o título ( Foto: AFP )
O empate do Palmeiras por 2 a 2 com o Bahia nesta quinta-feira, no Pacaembu, deixou o time de Cuca em situação bastante delicada na luta pelo título, já que o Corinthians abriu 14 pontos de vantagem em relação ao rival alviverde. Por isso, o técnico Cuca preferiu se esquivar sobre as reais possibilidades de sua equipe brigar pela taça. 
 
"Temos que jogar o jogo de domingo contra o Atlético-GO, pensar só nisso e nada mais. Não adianta pensar em dez, 11 partidas. É uma a uma. Tem de mobilizar, ter força, grandeza e poder de recuperação. Agora é arregaçar as mangas, ir para o pau e vencer", comentou o treinador palmeirense.
 
Em relação ao jogo com o Bahia, Cuca acredita que o gol nos minutos finais do primeiro tempo fez com que a equipe perdesse confiança para o segundo tempo. "É uma instabilidade que se origina durante a partida. Você vai perdendo confiança, o gol em cima da hora traz medo para o segundo tempo. O Bahia não tinha criado grandes chances, mas era um jogo perigoso e acabou saindo o gol. O Bahia trabalhou, teve momentos incisivos e poderia até ter feito o terceiro gol", admitiu. 
 
A preocupação do técnico palmeirense é com a falta de intensidade do time na etapa final. "Acabou sendo justo pelo que o Bahia fez na segunda etapa. Temos de lamentar a perda de intensidade da equipe na segunda etapa em comparação ao primeiro tempo, quando tivemos dinâmica, troca de passes, como no segundo gol, e no segundo tempo não repetimos isso. Não mantivemos a intensidade."
 
Sem muito tempo para se recuperar, o Palmeiras já volta a campo no domingo, para enfrentar o Atlético-GO, às 17h, em Goiânia. Após o empate desta quinta-feira, o time alviverde chegou aos 44 pontos na classificação.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.