Motovelocidade

Após acidente, piloto cearense vai competir por nova equipe em 2018

Prova de abertura da temporada do maior campeonato de motovelocidade das Américas acontece neste domingo (29) em Interlagos

14:44 · 27.04.2018
José Duarte
Piloto cearense parte para mais um grande desafio na carreira ( Foto: Divulgação )
Neste fim de semana o autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), vai receber as feras da motovelocidade brasileira para a abertura da temporada 2018 do SuperBike Brasil, e o Ceará, mais uma vez vai estar representado por José Duarte, que desta vez estreia em uma nova equipe, a JC Kawasaki Racing Team.
 
Vice-campeão brasileiro em 2016 nas 500 cilindradas, Duarte vai pilotar sua Kawasaki Ninja 600R na categoria SuperSport 600. Após seu acidente no dia 24 de setembro de 2017, em Curitiba, também na SuperSport 600, o Campeão Nordestino já mostrou que é capaz de voltar a andar na frente e, em março deste ano, venceu a Copa Pirelli nas categorias 600 cilindradas largando da pole position e cravando a melhor volta.
 
Chamado de “O Guerreiro de Maranguape”, em alusão à cidade onde mora no Ceará, o jovem piloto de 20 anos parece ter nascido para superar barreiras e, desde que começou a pilotar, aos 14 anos de idade, cada dia que passa é uma etapa vencida em sua vida dedicada ao objetivo de ser um piloto rápido, constante, competitivo e vencedor.
 
Mais experiente, José Duarte embarca nesta quinta (26) para São Paulo, ao lado do Pai e ex-piloto Wagner Duarte, sua grande inspiração e maior incentivador, e renova seu ânimo quando percebe que vai começar mais uma temporada, dando início à toda aquela correria de sair da faculdade, se preparar fisicamente, ir para nutrólogo, pilates, arrumar a mala e despedir-se de sua mãe Paula Duarte com um forte abraço e a esperança de trazer de volta para casa um bom resultado para ser comemorado em família.
 
“Vai começar tudo de novo. Estava sentindo falta disso. No começo do ano meu pai me permitiu participar da Copa Pirelli e pude provar para mim mesmo que seria capaz de andar rápido novamente. Etapa vencida, agora temos a chance de começar em uma casa nova, novos profissionais, um time forte, um time experiente com um piloto na categoria principal que é o Maximiliano Gerardo, e sei que vou poder aprender com ele também. Vamos trabalhar a partir do primeiro minuto e ver o que podemos trazer desta etapa. Quero agradecer ao meu pai, minha mãe e toda minha família. Estou de Volta, e com fé em Deus, vou continuar minha carreira, vou poder dar sequencia aquilo que amo e que me realiza”, afirmou José Duarte.
 
Ao ver a felicidade estampada no sorriso largo do filho, Wagner emociona-se e poupa as palavras, mas o breve silêncio é rompido por uma frase que diz muito do amor de pai e filho, da relação de pai piloto que respeita o desejo do filho piloto. “Qual pai não quer seu filho feliz?”, disse.  
 
Depois, contendo a emoção falou. “Ele escolheu esse caminho e eu só tenho que apoiá-lo, Eu e a Paula (sua mãe) estaremos ao seu lado para tudo e sempre. Agora é hora de começar. Quero agradecer a confiança da JC Kawasaki Racing Team por acreditar no Duarte, e espero que possamos, juntos, fazer um bom trabalho”, completou.
 
José Duarte iniciou na motovelocidade em 2014 nas 250 cilindradas, na qual disputou também a temporada de 2015. Em 2016 transferiu-se para as 500 cilindradas e em 2018 inicia seu segundo ano nas 600 cilindradas.  É campeão Cearense e Nordestino das 250 cilindradas em 2014. Campeão Cearense e Nordestino das 600 cilindradas em 2016. Vice-Campeão Brasileiro das 500 cilindradas em 2016. Campeão Nordestino das 600 cilindradas em 2017. Vice-Campeão Cearense das 600 cilindradas em 2017. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.