MMA

Amanda Nunes vence, mantém o cinturão e se torna soberana no UFC feminino

'Leoa' nocauteou americana Raquel Pennington na madrugada deste domingo (13)

10:03 · 13.05.2018 por Folhapress
Amanda
Brasileira consolida hegemonia na era pós-Ronda Rousey ( UFC )

Agora é a vez dela. Defendendo o cinturão do peso-galo pela terceira vez, a brasileira Amanda Nunes não deu chances para a sua amiga norte-americana Raquel Pennington e venceu por nocaute no quinto round no UFC 224, na Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca (RJ), na madrugada deste domingo (13). A vitória confirma a soberania atual da lutadora no MMA feminino, após um período de soberania de Ronda Rousey.

Alcançar o estrelato da americana, aliás, vai aos poucos se tornando cada vez mais possível. A brasileira, que admitiu ter de mudar o perfil avesso em relação ao lado midiático do esporte, acredita que o resultado positivo em seu país ajudará a obter tal status.

"Muito obrigada a cada um de vocês presentes. Foi surreal quando subi no palco da pesagem, foi algo que nunca senti antes. Eu quero deixar claro que moro lá fora, mas defendo a bandeira do Brasil. Estou lá fora porque tive que seguir um sonho, mas este cinturão é nosso", declarou.

Amigas e rivais

Amanda Nunes e Raquel Pennington, embora rivais nesta noite, são grandes amigas. A brasileira conheceu a americana através da namorada de sua adversária, a lutadora do peso-palha Tecia Torres (EUA), com quem treinava numa academia na Flórida (EUA).

A amizade cresceu e hoje é comum ver Pennington, Torres, Amanda e Nina Ansaroff (lutadora do peso-palha e namorada da brasileira) juntas. Por tudo isso, a brasileira acredita ter sido a luta mais difícil que realizou.

"Foi a luta mais difícil da minha carreira. Eu respeito muito Raquel Pennington e Tecia Torres (namorada da americana). Hoje à noite vamos celebrar nossa amizade, tomar uma cerveja, comemorar", disse.

Aldo Burnquist e Glória Maria na torcida

Na "torcida vip" do UFC Rio 9 estavam presentes os lutadores Maurício Shogum e José Aldo, o ator José Loreto, que interpretou o lutador nos cinemas, o skatista brasileiro Bob Burnquist, a apresentadora da TV Globo, Glória Maria, o comediante Sérgio Mallandro, e o candidato à presidência Jair Bolsonaro. Entre uma luta e outra, eles atendiam aos fãs tirando fotos e dando autógrafos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.