Contra o Sport

'Nova' casa como amuleto

No dia 18, o PV volta a ser a casa do Ceará, com o clube apostando no histórico de Lisca e atmosfera de 2015

00:00 · 12.07.2018 por Vladimir Marques - Repórter
Image-0-Artigo-2425733-1
O Ceará treinou ontem no PV, local da partida contra o Sport no dia 18, pela Série A ( FOTO: THIAGO GADELHA )
Quando a torcida do Ceará associa o estádio Presidente Vargas ao técnico Lisca, automaticamente vem a doce lembrança de 2015, quando no lá, o Ceará engatou 3 vitórias seguidas na Série B embalado pela torcida (2x1 contra o Boa, 3x0 diante de ABC e Bragantino), resultados essenciais para a evitar o rebaixamento da equipe.

Outros episódios marcantes naquele período foram as cenas da torcida ovacionando o treinador após cada vitória, com a música endereçada a ele, em uma sinergia ímpar entre time-torcida-treinador.

E é essa sinergia, esta mística, que o Ceará espera resgatar no dia 18 ao ter transferido do Castelão para o PV o duelo contra o Sport, às 19h30, pela 13ª rodada da Série A, no retorno da competição nacional após a parada para a Copa do Mundo.

Como na trinca de jogos em 2015, a vitória diante do Sport é primordial para o clube, visando uma retomada de campanha na Série A, já que em 12 rodadas ainda não venceu e somou apenas 5 pontos. Foram 6 jogos como mandante, todos no Castelão, empatando três (São Paulo, América/MG e Palmeiras) e perdendo três (Flamengo, Grêmio, Cruzeiro).

Mas se depender do retrospecto de Lisca no estádio pelo Ceará, a torcida alvinegra pode ficar esperançosa. Em 13 jogos lá entre 2015 e 2016, o treinador está invicto, com 12 vitórias e apenas um empate. Além das 3 vitórias na Série B de 2015, são 6 vitórias pelo Campeonato Cearense e 3 pela Copa do Nordeste. O único empate foi diante do Uniclinic em 0 a 0. Nos demais jogos foram muitos gols, 30 no total, média de 2,3 por jogo, com apenas 3 sofridos. O aproveitamento de Lisca no PV é de 94,8%.

Ambientação

E para se ‘reacostumar’ com o estádio - Ceará jogou a última vez lá no dia 22 de março, ao bater o Floresta por 2 a 0 no Estadual, o grupo treinou ontem no estádio. 

O volante Richardson espera que a equipe se adapte bem ao estádio e vença a 1ª na Série A. “Estávamos habituados a jogar mais no Castelão, mas agora é nos adaptar ao PV, sentindo como está o gramado, que já está melhor que a última vez que jogamos aqui, além da velocidade da bola. Aqui nós sentimos mais o calor do torcedor, o apoio dele, pela dimensão do estádio. Será importante o apoio do torcedor para buscar a primeira vitória. Tivemos um tempo para trabalhar e esperamos voltar bem”.

arte

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.