no presidente vargas

Líder com superação

Fortaleza goleia Sampaio Corrêa no PV e pela primeira vez assume a liderança isolada do Grupo A

Lúcio Flávio com a camisa 9, corre junto à torcida com os colegas, após o gol ( Foto: Kid Jr. )
00:00 · 19.06.2017 / atualizado às 12:51 por Ivan Bezerra - Repórter
Clique para ampliar

Decisivo e eficaz no segundo tempo de partida. Assim foi o Fortaleza no clássico nordestino de ontem à noite contra o Sampaio Corrêa/MA no PV, pela sexta rodada da Série C do Brasileiro. O Leão, mesmo com um homem a menos desde os 46 minutos do primeiro tempo, conseguiu se superar e golear o adversário por 3x0, assumindo a liderança isolada do Grupo A, com 13 pontos ganhos.

LEIA MAIS

Tricolor fica sem Bruno e Éverton

O jogo não teve técnica, mas suor, transpiração, muitas faltas e espírito de luta no primeiro tempo. O Leão do Pici pouco criou, ofensivamente para sair da forte marcação imposta pela Bolívia Querida.

Sem conseguir uma maior penetração na área adversária, o Tricolor procurou chutar de fora da área e Pablo fez isso aos 16 minutos, com ótima defesa do goleiro Alex Alves, no primeiro lance de maior técnica do primeiro tempo. Alex Alves estava atento e ainda defendeu uma cabeçada de Hiago, que havia aproveitado um chutão do zagueiro Edimar, em que a bola viajou da intermediária tricolor até à área do Sampaio Corrêa.

Expulsão imediata

O primeiro tempo só tomou os holofotes da imprensa pela expulsão do meia Éverton. Aos 46 minutos, já havia sido marcada uma falta contra o time maranhense, no meio-campo. Para ganhar tempo, o meia Valderrama continuou conduzindo a bola em direção ao campo tricolor, no que foi contido com uma sola à altura da canela, desferida por Éverton. Valderrama valorizou o lance e caiu se contorcendo no chão, como que se acabando de tanta dor. Foi o suficiente para o árbitro Diego Pombo Lopez apresentar o cartão vermelho direto.

Os jogadores do Fortaleza cercaram o árbitro logo após a marcação, que foi o último acontecimento importante do primeiro tempo de partida.

Reação relâmpago

O Fortaleza mostrou grande poder de reação logo no início do segundo tempo, ainda quando os torcedores se preocupavam como seria o desenrolar da partida. No primeiro minuto, o Leão conseguiu um escanteio. Adenilson cobrou da direita, a bola passou pela defesa e pelo goleiro, mas não pelo centroavante Lúcio Flávio, que cabeceou, o goleiro rebateu, mas já se desequilibrando e caindo. Na queda, Lúcio Flávio deu o golpe de misericórdia: um toque encobrindo Alex Alves e marcando o primeiro gol, que diminuía o temor de ser suplantado por uma equipe que tinha um homem a mais.

Arremates de longe

Com um jogador a mais, o time orientado pelo técnico Francisco Diá foi para cima e conseguiu várias faltas frontais à área do Tricolor de Paulo Bonamigo. As cobranças não foram da maneira que o treinador do Sampaio esperava. Quando não dava certo conseguir faltas na frente da área, o time maranhense buscava arremates, ora com Marlon, ora com Gian Peterson, que havia entrado no lugar do lateral-direito Roniery. Aos 30, o árbitro foi rigoroso e expulsou o meia Hiltinho, em falta parecida com a de Éverton, porém, com menos rispidez. Era o que o Leão esperava e aos 33 minutos, Pablo cruzou e Lúcio Flávio ampliou para 2 a 0, de cabeça. E aos 38, Jô, que havia entrado no segundo tempo, chutou, o goleiro largou e Pedro Carmona chutou para as redes, fechando o placar em 3x0.

C

Olho no jogo

Imprudência

Image-0-Artigo-2257742-1

Em um lance polêmico, Éverton foi expulso após entrada violenta no meio campista do Sampaio Corrêa, Valderrama. O árbitro Diego Pombo Lopes foi avisado pelo quarto árbitro sobre o lance e expulsou imediatamente o jogador tricolor no fim do primeiro tempo.

Gols fundamentais

Image-1-Artigo-2257742-1

O atacante Lúcio Flávio voltou a marcar e ajudou o Leão a garantir mais uma vitória na Série C. Com o gol logo no primeiro minuto do segundo tempo, o atacante mostrou oportunismo ao seguir acreditando na jogada após o goleiro defender na sua primeira finalização.

Pulso firme

Image-2-Artigo-2257742-1

O árbitro baiano Diego Pombo Lopes mostrou ser enérgico durante toda a partida. Com duas expulsões e vários cartões amarelos, Diego tentou segurar o jogo marcando faltas em cima do lance e distribuindo vários cartões para os jogadores das duas equipes.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.