Andrés Iniesta

Lenda que dá adeus ao Barça

Cria das categorias de base do Barcelona, meia confirma saída do clube onde conquistou 31 títulos em 22 anos

00:00 · 28.04.2018

Após 22 anos de história com o Barcelona, Andrés Iniesta confirmou nessa sexta-feira que deixará o clube ao fim da atual temporada europeia. O meio-campista não confirmou o seu destino, que deve ser o futebol chinês. Prestes a completar 34 anos, ele deixa o time catalão como um dos melhores de sua história, com a qual contribuiu na conquista de nada menos que 31 títulos.

Emocionado, Iniesta fez o aguardado anúncio ao lado de companheiros de time e do presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, diante de uma sala de imprensa lotada. Não por acaso. O meia é o jogador espanhol com mais títulos na história, somando 34, incluindo os três troféus conquistados com a seleção: duas Eurocopas e a Copa do Mundo de 2010.

"É uma decisão muito pensada, valorizada e meditada por mim e minha família. Entendo que, depois de 22 anos aqui, sei o que significa ser jogador deste time. Para mim, é o melhor do mundo" declarou Iniesta, que completará 34 anos no próximo mês. "Eu passei a minha vida toda neste clube e não é fácil ir embora".

O meia indicou que tomou a decisão por não se sentir mais em boas condições para ajudar a equipe em alto nível. "Por exigência e sendo bem honesto, entendo que o meu período aqui acaba neste ano. Eu não conseguiria dar mais o melhor de mim tanto no físico quanto no mental".

Destino incerto

Iniesta não confirmou o seu destino. Mas o seu futuro deve estar no chinês Chongqing Dangdai Lifan, clube que conta com os brasileiros Alan Kardec e Fernandinho, ex-Grêmio. "Sempre disse que nunca jogaria contra o meu clube. Então, todas as opções fora da Europa estão abertas. Quando a temporada acabar, nós vamos saber qual será a minha escolha". Antes de rumar para o futebol chinês, Iniesta ainda deve celebrar mais uma conquista com a camisa do Barça. No fim de semana, o Barcelona vai assegurar o título do Campeonato Espanhol se ao menos empatar com o La Coruña, no domingo, fora de casa. Será a 32ª taça de Iniesta com o clube, um recorde que ele divide com o argentino Lionel Messi no time.

Ao anunciar a sua saída ao fim da atual temporada, Iniesta encerra uma história de 22 anos com o clube catalão. Ele desembarcou no Barça ainda na base, com apenas 12 anos, na famosa academia do clube, no ano de 1996. A promoção ao time principal aconteceu em 2002. Desde então, acumulou 16 temporadas 669 partidas disputadas e 57 gols marcados.

Geração de sucesso

Ao lado de Messi e Xavi Hernández, Iniesta formou um trio que se destacou nos gramados europeus principalmente entre 2008 e 2011. No currículo, o meia faturou quatro títulos da Liga dos Campeões (2005/2006, 2008/2009, 2010/2011 e 2014/2015) e três Mundiais de Clubes da Fifa (2009, 2011 e 2015), além de oito troféus do Espanhol - nove se o Barcelona confirmar o domínio na atual temporada.

Individualmente, Iniesta esteve perto de levar o prêmio de melhor do mundo entre 2009 e 2016. Em 2010, ficou em segundo lugar. Dois anos depois, foi o terceiro colocado. Neste mesmo ano, foi eleito o melhor jogador da Europa e da Eurocopa, que a seleção da Espanha faturou.

Para críticos, a ausência do troféu de melhor do mundo ao meia espanhol naquele ano é uma das grandes injustiças da história do prêmio.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.