SEMIFINAIS DA SÉRIE C

Leão: agora é fechar o gol

Tendo vencido o primeiro jogo por 1 a 0, Fortaleza tem pequena vantagem, mas que vale contra o Sampaio

Marcelo Böeck será decisivo no jogo em que o Leão joga pelo empate fora ( FOTO: KID JÚNIOR )
00:00 · 07.10.2017 / atualizado às 00:44

Aquela pressão com viés negativo já não é um fardo que os jogadores do Fortaleza carregam, pois já aconteceu o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. Resta lutar por uma vaga na final da Série C e o jogo de volta pelas semifinais acontece neste sábado, às 17 horas no Estádio Castelão de São Luís contra o Sampaio Corrêa/MA.

No primeiro jogo, o Leão venceu por 1 a 0, que foi um placar magro, mas de qualquer forma abriu uma vantagem considerável, dentro do acirramento da disputa para se chegar à final.

Se o goleiro Marcelo Böeck não sofrer gol ou se houver qualquer empate, o Tricolor estará na final da competição. Uma vitória do Sampaio também por 1 a 0 levará a decisão para as penalidades máximas.

Esse confronto com a Bolívia Querida coloca frente a frente duas faces de um mesmo Fortaleza: O Leão não foi um bom visitante na atual Série C, pois venceu apenas duas partidas fora de casa durante a competição, empatou duas partidas e perdeu cinco. Por outro lado, o crescimento do grupo como um todo na reta final da competição, tem surpreendido os analistas e animado a sua torcida.

Jejum de gols

Para que a Série C continue sendo um desafio a cada rodada para o Fortaleza, o time do técnico Antônio Carlos Zago precisa superar um jejum que incomoda nessa decisão, que é o de gols fora de casa. Já fez três partidas que o Leão não consegue marcar gol longe dos seus domínios. O último gol marcado distante da capital cearense foi no 1 a 1 com o ASA/AL, em Arapiraca, no dia 5 de agosto. De lá para cá, o time perdeu para o próprio Sampaio Corrêa/MA e para o Confiança/,SE ambos por 2 a 0 e 1 a 0 para o Tupi/MG, sendo este último jogo o do acesso à Série B.

Foco maior

Os jogadores do Fortaleza estão encarando tudo como uma grande oportunidade de marcar seus nomes no clube: "Nós queremos colocar nosso nome na história do clube e para isso acontecer, temos que passar por essa semifinal, onde enfrentaremos o Sampaio mais uma vez. Será um jogo difícil, muito complicado, mas estamos preparados para lutar por mais esse objetivo. Temos que melhorar a cada dia e vamos nos doar ainda mais nesse jogo", disse o zagueiro Adalberto.

Sampaio Corrêa

No Sampaio Corrêa, o técnico Francisco Diá vai promover duas alterações já anunciadas: o lateral Esquerdinha reaparece, após se recuperar de lesão muscular. O meia Fernando Sobral recebeu o terceiro cartão amarelo deverá ser substituído pelo versátil Valderrama.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.