dia da criança

Jovens torcedores lotam os clubes no dia dedicado a eles

00:00 · 13.10.2017 / atualizado às 13:27
Image-1-Artigo-2309613-1
Dependências do Estádio Alcides Santos, no bairro Pici, ficaram lotadas de famílias com pequenos torcedores. O mesmo clima de festividade tomou conta também do Ginásio do Vozão ( Fotos: Paulo Matheus e Bruno Aragão )

Os três maiores clubes da capital, Ceará, Fortaleza e Ferroviário, fizeram ações para a meninada no dia das crianças, oportunidade em que a sede de cada um ficou repleta da criançada.

>Ferroviário dá show de solidariedade em festa na Barra do Ceará

O Ceará Sporting Club fez logo a festinha da gurizada pela manhã. Em parceria com o Projeto Ceará 2000, o Vovô recebeu mais de 500 crianças em suas dependências, proporcionando a elas muitas brincadeiras e presentes para todos.

Os meninos e meninas se concentraram no Ginásio do Vozão, quando receberam kits de brinquedos e lanche, além de participarem de brincadeiras nas camas elásticas e escorregador inflável.

Garotos até recém-nascidos foram a Carlos de Alencar Pinto, tanto para participarem das comemorações do dia, como também para entrarem em contato com o Ceará pela primeira vez. As "Vovozetes" e o mascote do clube completaram a festa para a criançada no ginásio.

À tarde

O Fortaleza optou pela festa das crianças no período da tarde. A bateria da TUF, Torcida Uniformizada do Fortaleza, as leoninas e o mascote do Tricolor recepcionaram as crianças. O Leão reservou o estacionamento para colocar pula-pulas, piscina de bolas.

O presidente do Fortaleza, Eduardo Girão, compareceu, falou aos presentes e liberou também o gramado do Estádio Alcides Santos para as crianças jogarem bola. "É um dia festivo. O Fortaleza, desde à época de José Raimundo Costa ficou conhecido como o clube da garotada. Então, é um presente para nós, diretamente de Deus, a gente estar recebendo aqui centenas de crianças, famílias. Trouxemos eles de volta", disse Girão.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.