Série D

Guarany consegue virada histórica

00:00 · 17.07.2017 / atualizado às 07:02
Image-0-Artigo-2270203-1
Goleiro Ricardo defendeu a última e decisiva cobrança da partida, levando o Bugre para a próxima fase da Série D. Equipe enfrenta o Globo/RN ( FOTO: DIVULGAÇÃO )

A vantagem conquistada pelo Sousa contra o Guarany de Sobral, na primeira partida da fase mata-mata da Série D, de dois gols de diferença (3 a 1), não foi suficiente para segurar a pressão do time da Região Norte, ontem, no Estádio do Junco. O rubro-negro sobralense venceu no tempo normal por 3 a 1 e depois bateu o adversário por 4 a 3 nos pênaltis conquistando a improvável vaga em jogo com portões fechados no estádio do Junco, em Sobral.

A partida começou bem para a equipe da casa. Léo Paraíba abriu a contagem para o Bugre logo nos primeiros minutos. Aos 29 da primeira etapa, um susto que poderia tornar a partida um pesadelo: Isaías deixou tudo igual para os paraibanos.

O gol do Sousa fez aumentar a pressão do Guarany, que precisa marcar duas vezes para levar a partida para as penalidades. E o primeiro gol do milagre sobralense aconteceu aos 25 minutos do 2º tempo. Léo Paraíba fez mais um, tornando as penalidades algo possível. E o gol salvador veio nos últimos minutos. Monga marcou aos 43.

Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro Ricardo. Ele pegou a última e decisiva cobrança, de Birungueta, e saiu para comemorar. Agora, o time da Região Norte pega o Globo, do Rio Grande do Norte.

Tensão

Revoltada com uma suposta intoxicação proposital sofrida por jogadores do Guarany antes da partida de ida, na Paraíba, alguns torcedores do time cearense tentaram 'retaliar' a delegação da equipe do Sousa.

Na noite anterior do partida, o ônibus que transportava os jogadores da equipe para Sobral sofreu ataque de vândalos, que atiraram pedras no veículo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.