Ceará

Givanildo irá para seu 8º jogo sem repetir escalação

Contra o Guarani/J no sábado no Castelão, pelo 3º jogo das semifinais do Estadual, será a oitava equipe diferente que o técnico Givanildo Oliveira colocará em campo, pela rotina de desfalques, seja por lesão ou suspensão ( Foto: JL Rosa )
00:00 · 21.04.2017 por Vladimir Marques - Repórter

A partida de sábado do Ceará contra o Guarani de Juazeiro, no Castelão às 16 horas pelo 3º jogo das semifinais do Campeonato Cearense será a 8ª do técnico Givanildo Oliveira dirigindo o clube alvinegro. E será a oitava equipe diferente que ele colocará em campo, pela rotina de desfalques a cada partida, seja por lesão, como no início do trabalho dele, ou suspensões, à partir das semifinais.

Na sua estreia, contra o Flamengo pela Primeira Liga, no empate em 0 a 0 no Castelão, Givanildo escolheu um time base escalando: Éverson; Tiago Cametá; Luiz Otávio, Rafael Pereira, Romarinho; Richardson, Raul, Felipe Menezes, Felipe Tontini, Lelê, Magno Alves.

Para o jogo seguinte, também pela Primeira Liga contra o Grêmio, no empate em 1 a 1 em Porto Alegre, a formação quase foi repetida, se não fosse pela lesão de Lelê, que ficou fora para a entrada de Victor Rangel. Além disso, Felipe Menezes perdeu a vaga para Alex Amado.

Após dois jogos pela Primeira Liga, Givanildo treinou o Ceará no Estadual pela 1ª vez contra o Uniclinic, mas como o Alvinegro já estava classificado, poupou oito titulares.

Já pelas quartas de finais, Givildo enfrentou mais uma vez o Uniclinic e mais uma vez com Lelê contundido, escalou Maxi Biancucchi em seu lugar e com Victor Rangel já na vaga de Alex Amado na frente.

No jogo de volta contra a Águia, a formação só não foi repetida pela lesão de Maxi Biancucchi, com Lelê ganhando sua vaga para a partida.

Agora, suspensões

Para as semifinais, ao invés de lesões desfalcarem a equipe, foram as suspensões atrapalharam. Na primeira partida ante o Guarani em Juazeiro, o zagueiro Luiz Otávio estava suspenso, atuando Sandro.

Já segunda partida do playoff, no Castelão, foi a vez de Romário e Richardson estarem suspensos, entrando Rafael Carioca e Jackson Caucaia.

E finalmente, para o jogo de sábado, mais dois suspensos, Rafael Pereira e Victor Rangel, com Valdo e Lelê com favoritos para a vaga. "Os desfalques estão frequentes para nós, mas a equipe tem conseguido atuar bem e manter o nível", declarou o volante Richardson.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.