série c

Fortaleza precisa conter a euforia contra o Tupi

Para o diretor de futebol do Fortaleza, Marcelo Paz, a emoção do grupo não pode passar do ponto contra o Tupi/MG

Marcelo Paz, entrevistado pelo jornalista Gustavo de Negreiros, no estúdio da TVDN, falou sobre os preparativos do Fortaleza para o jogo decisivo contra o Tupi/MG, neste sábado, às 16 horas na Arena Castelão ( Foto: Eduardo Queiroz )
00:00 · 14.09.2017 por Ivan Bezerra - Repórter

Após superar uma semana tensa, que acabou sendo aliviada após a vitória por 1 a 0 sobre o Moto Club/MA, na 18ª rodada, quando se confirmou a classificação, o diretor de futebol do Fortaleza, Marcelo Paz, disse que o momento agora é para conter qualquer tipo de euforia por parte do elenco.

Assista à entrevista com o diretor de futebol do Fortaleza, Marcelo Paz

 

O dirigente considera o Tupi/MG, adversário do Tricolor nas quartas de final em duas partidas, como favorito, por ter se classificado em segundo lugar no Grupo B, ao passo que o Leão garantiu sua vaga em terceiro, porém no Grupo A. Mas, também informa que o Leão está preparado para essa decisão.

"Internamente temos que conter qualquer tipo de euforia, porque futebol é um jogo, e a emoção não pode entrar demais em campo. Dentro de campo tem que entrar a organização tática, vontade, raça, leitura do adversário, tomada de decisão correta, espírito vencedor, mas não pode se emocionar demais, pois pode passar do ponto. Então é equilibrar esse bom ambiente, que a torcida influencia positivamente, com postura em campo equilibrada", disse o dirigente.

Paz vê diferença dos anos anteriores para o atual.

"O momento de 2017 é sim diferente, pelo contexto, pela classificação de última hora. O jogo já ser uma semana depois, sempre nos outros anos tinha intervalo de 15 dias. O primeiro jogo ser em casa. Tem elementos que realmente são diferentes, e vejo todos eles como positivos. Para esse time, para esse elenco e que isso possa se reverter ao nosso favor", disse ele.

Superação

Ontem, quando o clube anunciou a venda antecipada de 18 mil ingressos, Marcelo Paz comentou que esse apoio da torcida é consequência da superação que o grupo atingiu, ao se classificar na última rodada e fazendo uma grande partida frente ao Moto Club/MA, no Castelão.

"Semana passada era uma semana decisiva, semana tensa. Futebol tudo pode acontecer e havia a possibilidade do Fortaleza não passar de fase o que seria trágico sob todos os aspectos, esportivos, financeiros, emocionais. Mas desde a semana passada a gente sentiu um apoio do torcedor. O treino aberto no Pici foi lotado, eles disseram que iam para apoiar. Nós abrimos a casa, o torcedor sentiu essa energia boa", completou.

O dirigente também lembrou que tanto o Brasil de Pelotas quanto o Juventude, os últimos a eliminarem o Fortaleza nas quartas de final se classificaram com vitórias na última rodada. A classificação antecipada do Fortaleza em outros anos, terminou não sendo algo positiva, desta vez acabou sendo diferente.

Marcelo Paz elogiou o modelo de gestão do atual presidente do clube, Eduardo Girão, que deu um tom de paz à administração, ao mesmo tempo em que deu colocou o elenco e os funcionários em dia com vencimentos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.