abertura da copa do mundo

Festa, futebol e gols

No primeiro jogo da Copa, Rússia massacra a Arábia Saudita por 5 a 0 e garante festa da torcida em estreia

Cerimônia de abertura foi rápida e modesta. O astro Robbie Williams cantou ( FOTO: AFP )
00:00 · 15.06.2018
A modesta Arábia Saudita não foi páreo para a equipe comandada por Stanislav Cherchesov, que superou as atuações ruins e quebrou a sequência de sete jogos seguidos sem vitória ( FOTO: AFP )

A festa começou: a anfitriã Rússia venceu a Arábia Saudita por 5 a 0 ontem na partida de abertura da Copa do Mundo de 2018 em Moscou. O majestoso estádio Luzhniki, lotado com quase 80.000 pessoas, foi o cenário da partida de abertura da Copa entre a seleção local e os sauditas pelo Grupo A, que completam Uruguai e Egito.

Antes da bola rolar, o presidente russo Vladimir Putin inaugurou o Mundial: "os parabenizo pelo começo do campeonato mais importante do mundo", disse Putin, que acompanhou a partida da tribuna.

> Confira a tabela da Copa do Mundo

Leia ainda:

> Portugal e Espanha estreiam na Copa
> Todos querem Salah no confronto Egito x Uruguai 
> Marrocos e Irã fazem jogo dos coadjuvantes 
> Seleção afinada 
> Putin prega 'paz e entendimento mútuo' 

O cantor inglês Robbie Williams, ao lado da soprano russa Aida Garifullina, foram as estrelas do show da abertura. Williams roubou a cena ao mostrar o dedo do meio para a câmera durante a performance que antecedeu a chuva de gols do time comandado por Cherchesov.

Os árabes não conseguiam criar nenhuma jogada de perigo e a Rússia teve facilidade para chegar ao ataque.

Yuri Gazinskiy fez o primeiro gol da Copa, abrindo o placar para os russos aos 11 minutos do primeiro tempo, e Cheryshev ampliou aos 43. Na segunda etapa, Dzyuba fez o terceiro, aos 26, Cheryshev fez o quarto, aos 46, e Golovin fechou a conta em cobrança de falta, aos 49.

Goleada russa

A modesta Arábia Saudita não foi páreo para a equipe comandada por Stanislav Cherchesov, que superou as atuações ruins e quebrou a sequência de sete jogos seguidos sem vitória nos últimos amistosos de preparação para a Copa.

Aos 22 minutos, o atacante Dzagoev, camisa nove da seleção russa, sentiu contusão na coxa esquerda e caiu no gramado. Ele precisou sair do jogo e em seu lugar entrou Cheryshev.

"Não tenho palavras para descrever o que sinto agora. Já estava feliz de fazer parte do grupo, mas nunca sonhei algo assim", disse Denis Cheryshev, autor de dois belos gols na partida.

"Não sei se foi o contexto da abertura, mas ficamos muito abaixo do que pretendíamos. Precisamos que tirar essa sensação de vergonha que temos", avaliou o técnico da Arábia Saudita, o argentino Juan Antonio Pizzi. No estádio, a celebração foi intensa e a promessa era de que a festa invadirá a noite em Moscou. A Fan Fest na área da Universidade Estatal da cidade teve lotação máxima. O próximo jogo da Rússia será no dia 19, às 15h (horário de Brasília), contra o Egito em São Petersburgo. A Arábia Saudita encara o Uruguai no dia 20, às 12h (horário de Brasília), em Rostov.

Olho neles

No fim, o resultado serviu para mostrar que os donos da casa vão lutar de forma intensa por uma das vagas nas oitavas de final da competição. Bom para a Copa do Mundo, que poderá ver o torcedor russo se animar e, por consequência, pegar gosto pela festa do futebol. De Seleção desacreditada, os russos entram agora no grupo que merece atenção.

Copa em imagens

Exibição

Image-0-Artigo-2414342-1
Apresentação antes da partida entre Rússia e Arábia Saudita teve show do cantor inglês Robin Williams com Aida Garifullina. Juntos, eles cantaram 'Angels'. A participação de Ronaldo foi discreta.

Festa

Image-1-Artigo-2414342-1
Nas arquibancadas, torcedores russos mostraram animação e contentamento com o time.

Do lado de fora

Image-2-Artigo-2414342-1
Já tradicional em várias Copas, o evento Fifa Fan Fest foi sinônimo de festa e vibração.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.