campeonato cearense

Em jogo fraco, Ferroviário e Uniclinic ficam no 0 a 0

Em uma noite em que os setores de ataque pouco fizeram, o resultado de 0 a 0 acabou sendo justo e refletindo o que foi os 90 minutos de partida ( Foto: JL Rosa )
00:00 · 13.03.2018

Em confronto direto por uma das quatro vagas nas semifinais, Uniclinic e Ferroviário seguem sem saber o que é vencer na segunda fase do Estadual. No Domingão, em partida válida pela 4ª rodada do hexagonal, ontem (12), as equipes ficaram no 0 a 0.

Agora, o Tubarão da Barra volta a campo no próximo domingo (18), diante do Floresta, às 16, no estádio Presidente Vargas. Já a Águia da Precabura joga um dia antes, no sábado (17), ante o Ceará, na Arena Castelão, às 19h.

Sem inspiração

A partida até começou animadora. Antes do primeiro minuto, Dan limpou a marcação e exigiu grande intervenção do goleiro Léo, que espalmou e evitou o tento precoce da Águia da Precabura. Vale ressaltar que o goleiro Bruno Colaço se recusou a ficar no banco de reservas e terá sua situação analisada pela diretoria coral. Nos minutos seguintes, o técnico Luan Carlos pedia amplitude para seus comandados. O objetivo era abrir a defesa do Ferroviário e investir em jogadas pelo meio.

O técnico Ademir Fonseca, do Ferrão, contava com os retornos de Liniker, Mazinho e Janeudo. A equipe da Barra chegava, mas acabava pecando no último passe e maior capricho no arremate. O Uniclinic demonstrava ações previsíveis, lentas na transição ofensiva e facilitava o trabalho do time coral.

Jogo faltoso

Na etapa complementar as alterações dos técnicos Ademir Fonseca e Luan Carlos não surtiram efeito. Muitas faltas cometidas, jogo faltoso e distribuição vasta de cartões amarelos. As jogadas do Ferrão eram concentradas pela esquerda acionando o lateral Sávio. A equipe da Barra teve como lance de maior perigo arremate de fora da área de Jean, e espalmada de Artur.

Nos minutos finais, o Ferroviário tentou chegar nas bolas paradas, mas sem êxito. A lentidão em campo seguia e o placar permaneceu sem ser movimentado.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.