gol nos acréscimos

De virada, Vasco derrota o Galo

00:00 · 16.04.2018
Image-0-Artigo-2388103-1
O Gigante da Colina venceu após a marcação de um pênalti aos 52 minutos de jogo ( Foto: Vasco/Divulgação )

O Vasco começou o Campeonato Brasileiro com uma boa virada neste domingo sobre o Atlético Mineiro, por 2 a 1, no estádio de São Januário, no Rio. O time carioca perdia até os 41 minutos da etapa final e marcou o segundo gol aos 52, de pênalti.

Mas a arbitragem de André Luiz de Freitas foi bastante criticada pelos jogadores atleticanos, principalmente devido à marcação do pênalti em cima de Rildo já no último lance da partida. Yago Pikachu, então, converteu e garantiu a virada.

Empurrado pela torcida, o Vasco começou a partida pressionando e quase abriu o placar com Yago Pikachu, mas a finalização parou na trave. Quem marcou o primeiro, porém, foi o Atlético-MG. Aos 12 minutos, Otero viu Martín Silva adiantado e arriscou de longe. A bola tocou na mão do goleiro e ainda no travessão antes de entrar. Em busca do empate, o Vasco voltou com uma postura mais ofensiva do intervalo.

E, depois da pressão, os gols saíram nos minutos finais. Wagner aproveitou sobra e bateu no canto de Victor, aos 41 minutos. E, já nos acréscimos, aos 52, Rildo sofreu um pênalti polêmico de Bremer - os atleticanos alegaram que o vascaíno tropeçou no pé do zagueiro. Yago Pikachu cobrou bem, deslocou Victor e decretou a virada emocionante.

Os dois times voltam a campo pelo Brasileirão no próximo domingo. O Vasco enfrenta a Chapecoense, às 16 horas, na Arena Condá, em Chapecó. No mesmo horário, o Atlético-MG recebe o Vitória, no Independência, em Belo Horizonte.

Antes, na quarta-feira, o time mineiro vai visitar o Ferroviário no Castelão, pela Copa do Brasil. No dia seguinte, o Vasco jogará na Argentina, contra o Racing, pela Copa Libertadores.

Vitória do Inter

No retorno à elite do Campeonato Brasileiro após disputar a Série B ano passado, o Internacional correspondeu e derrotou o Bahia por 2 a 0, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela rodada inicial do torneio. O grande destaque da tarde foi o uruguaio Nico López, que saiu do banco de reservas para marcar duas vezes.

De tanto insistir, o Inter conseguiu abrir o placar aos 37 minutos. Depois de rápida troca de passes, D'Alessandro acionou Patrick. O volante levantou de perna esquerda e encontrou Nico López, que antecipou a marcação e desviou de cabeça para as redes. Em outra boa troca de passes, o Inter marcou o segundo gol. Edenílson recebeu de Nico López e devolveu de primeira, por cima da defesa, deixando o uruguaio na cara do gol. O atacante manteve o sangue frio e finalizou sem chance para Douglas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.