mundial de surfe

Dá-lhe medina!

Com mais uma atuação brilhante, Gabriel Medina vence etapa e entra na corrida pelo bicampeonato mundial

Gabriel Medina era o grande favorito para conquistar a etapa ( FOTO: WSL/DIVULGAÇÃO )
00:00 · 10.09.2018 / atualizado às 11:57 · 11.09.2018

Gabriel Medina conquistou a primeira etapa da história da elite mundial do surfe realizada em onda artificial, no Surf Ranch Pro na Califórnia, finalizada neste domingo (9). Foi a sétima vitória brasileira em oito etapas, ampliando a hegemonia do país na atual temporada.

A disputa realizada na piscina de ondas criada por Kelly Slater teve Filipe Toledo como segundo colocado e deixou acirrada a disputa pelo topo do ranking mundial, no qual Filipe segue líder, mas agora Medina diminuiu para 5100 pontos a diferença. O outro brasileiro na final foi Miguel Pupo, que acabou na 7ª posição.

"Foi um evento muito difícil. Todos estavam surfando superbem, especialmente o Filipe, mas é isso. É um evento difícil e eu tentei me concentrar ao máximo. Quanto ao título, está cada vez mais perto e vou fazer o meu melhor. Tem três boas etapas pela frente e acho que a corrida acabou de começar", declarou Medina logo após a conquista.

Líder do evento, ele entrava sempre por último cada rodada para pegar suas ondas sabendo exatamente a nota que precisava tirar para seguir no topo. Eram duas ondas em cada rodada, uma para cada lado, e na última hora deram uma onda extra para a esquerda na rodada final, oferecendo duas esquerdas e uma direita para definir o campeão.

Ainda líder do ranking, o ubatubense Filipe Toledo foi a maior ameaça de Medina. Filipinho deu três aéreos e pegou dois tubos na mesma onda, que foi finalizada com torcedores sinalizando que valia 10, mas apenas um dos cinco juízes cravou a nota máxima.

Medina, então, entrou já campeão e só brincou em suas últimas apresentações. Ele surfou com uma bandeira do Brasil às costas e pegou a direita de boné.

No feminino, a cearense Silvana Lima terminou na nona colocação se despedindo da competição e do circuito 2018.

arte

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.