Coluna

Vai Encarar: Não foi desta vez, Luque

00:00 · 20.03.2017

O peso-meio-médio Vicente Luque é um dos atletas brasileiros mais promissores do UFC. Vinha com uma sequência fantástica de quatro vitórias seguidas, com direito a bônus da noite, e nocautes avassaladores, mas não houve bem no UFC Londres, realizado nesse sábado, onde perdeu por decisão unânime para o inglês Leon Edwards. Fato lamentável, pois o quinto triunfo seguido com certeza levaria Luque ao top15 da categoria, que hoje tem apenas Demian Maia (3º) representando o Brasil entre os melhores.

Deu o troco

Quem se deu bem em Londres foi Francimar Bodão. Em sua luta no UFC Londres, o brasileiro da categoria meio-pesado tratou de resolver a parada contra o inglês Darren Stewart e venceu por decisão unânime, passando a limpo a cabeçada irregular que Stewart aplicou em novembro (No contest).

> Cearenses Pepey e Sucuri podem integrar o card do UFC 212

Previsível

No duelo principal do UFC Londres deu a lógica. Disparado nas bolsas de apostas como o principal favorito, o meio-pesado inglês Jimi Manuwa aplicou um nocaute cruel no americano Corey Anderson em apenas 3m05s do 1º round. Os fãs brasileiros devem ter lembrado de uma certa luta no UFC Fortaleza.

Será que dá?

Se Belfort deseja realmente encerrar a carreira lutando no Rio de Janeiro, no dia 3 de junho, eis que já apareceu um oponente. E não é qualquer um. Trata-se do 'Massa Bruta' Hector Lombard. Aos 38 anos, o cubano se colocou à disposição para atender o pedido do fenômeno. Mas será que Belfort estaria preparado para suportar a mão pesada de Hector? Creio que não.

Image-0-Artigo-2216527-1

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.