COLUNA

Vai Encarar: Deu a lógica no UFC Rio 9

00:00 · 14.05.2018

Que o card do UFC Rio 9 não empolgou tanto quanto outros realizados na Cidade Maravilhosa, isso é fato. E tudo foi provado nos resultados do card principal, onde a campeã Amanda Nunes dominou as ações contra a amiga Raquel Pennington, no octógono da Jeunesse Arena, na Barra. O fato é que a 'Leoa' não teve dificuldades para impor seu jogo e fez crescer a fila na divisão dos galos, com três defesas de cinturão bem sucedidas. Parabéns para a principal atleta da American Top Team, que faz por merecer o título da categoria feminina.

Distante

Ronaldo Jacaré tinha ótima chance de se aproximar, mais uma vez de uma disputa de cinturão na categoria dos médios do UFC, mas Kelvin Gastelum tratou de deixar mais distante o sonho do brasileiro. Com esse revés o a idade já avançada (38), Jacaré dificilmente chegará a mais um 'tilte shot'.

Olho nele

Não foi a vitória de Elizeu Capoeira sobre Sean Strickland, por nocaute técnico, que chamou atenção, mas sim o chute rodado aplicado pelo brasileiro bem ao estilo Edson Barboza. Foi sua 5ª vitória seguida no evento. Já está mais que na hora do Ultimate encaminha-lo para um 'main event'.

Adeus

Image-0-Artigo-2399700-1

E mais uma vez Vítor Belfort foi presa fácil. Desta vez, em sua luta de despedida contra Lyoto Machida, o 'Fenômeno' não resistiu a um chute frontal do 'Dragão' e foi nocauteado no 2º round. Sempre é difícil parar, mas ficou provado que Belfort não tem mais os mesmos reflexos e agilidade que o consagraram no MMA. Excelentes serviços prestados ao esporte, mas está na hora de descansar.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.