coluna

Tom Barros: situação sob controle

tomb

Tom Barros

tom@diariodonordeste.com.br • Colunista da editoria Jogada.

00:00 · 08.09.2018

O Fortaleza tenta hoje fora de casa reencontrar o caminho da vitória. Mesmo com dois recentes resultados insatisfatórios, não vejo motivo para tormentos no Leão. Vejo necessidade de ajustes. Desde quando o ex-presidente Eduardo Girão fez subir o Fortaleza para a Série B, tirando-o dos aflições de oito anos de Série C, o time há mantido a marcha ascensional. Alcançou a liderança e vem trabalhando em cima de boa margem com relação aos concorrentes. Marcelo Paz, atual presidente, mantém a política de segurar o padrão. Assim chegaram os novos contratados Gabriel Félix (goleiro), Diego Tavares (lateral) e Rodolfo Bardella (atacante). Uma das vantagens do Fortaleza é jamais ter perdido o controle da situação.

Adversário

O Criciúma, nos últimos cinco jogos, oscilou muito. Tomou oito golos em cinco jogos. Sofreu uma goleada de 3 a 0 aplicada pelo CSA em Maceió. Tomou três gols (3 x 1) da Ponte Preta em Campinas. Na rodada passada, porém, ganhou do Juventude dentro de Caxias do Sul. O técnico do Criciúma é Mazola Junior.

Mistério

Ceni cuidou de não dar pistas. Treino fechado. Deixou dúvidas quanto à escalação. Mas não há muito o que pensar sobre a formação que iniciará o jogo. Ederson ou Romarinho no lugar de Marlon. Bruno Melo de volta. No mais é cobrar da defesa atenção redobrada, principalmente no jogo aéreo.

Recordando

Image-1-Artigo-2450643-1

3 de setembro de 2008. Assim se passaram dez anos.. Treino do Ceará. A partir da esquerda: Cleison e Chicão. Detalhes: Cleison (46 anos), campeão por onde passou. Foi campeão da Libertadores pelo Cruzeiro em 1997. Tem ótima formação religiosa, bom caráter. Chicão (37 anos) no momento joga no Independente Tucuruí do Pará.

No embalo

O Ceará, cheio de moral e de confiança após as vitórias sobre Flamengo e Corinthians, enfrenta o América amanhã em Belo Horizonte. É preciso ter cuidado. Muito cuidado. Nos últimos cinco jogos o América só perdeu um. Foi para o Vitória (1 x 0) no Barradão. Encarou três times do Rio de Janeiro.

No lucro

Diante de três grandes clubes do Rio, o América saiu no lucro: ganhou do Vasco (2 x 1), empatou com Flamengo (2 x 2) e Fluminense (0 x 0). Os três jogos foram em Belo Horizonte. Já Ceará ganhou do Flamengo no Maracanã, empatou com o Vasco em São Januário e ganhou do Fluminense no PV.

Substituto

Image-0-Artigo-2450643-1

Gostaria de ver Felipe Azevedo como nos velhos tempos: veloz, eficiente, participativo. Terá chance hoje, já que Leandro Carvalho está punido pelo terceiro cartão amarelo. Já é hora de Felipe justificar na Série A nacional a sua contratação. Na passagem anterior pelo Vozão, ele fez belas apresentações.

Modelo tático. Estou curioso para saber qual modelo tático o Ceará adotará amanhã contra o América no Estádio Independência. O técnico Lisca me surpreendeu quando partiu para cima do Corinthians. Imaginei que entraria fechado como fizera diante do Flamengo no Maracanã. Quero crer que amanhã voltará, pelo menos inicialmente, ao modelo fechado. É preciso conter o América que vem se dando bem nos jogos em casa. Depois, gradualmente, irá liberando o time. Penso assim.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.