coluna

Tom Barros: Rodada da reviravolta

tomb

Tom Barros

tom@diariodonordeste.com.br • Colunista da editoria Jogada.

00:00 · 03.10.2017

O Ceará trouxe quatro pontos, conquistados fora de casa. Poderia ter trazido seis, pois teve tudo para ganhar do Santa Cruz no Estádio do Arruda. Hoje, diante do Vila Nova, uma daquelas partidas em que a vitória abrirá caminhos. A volta ao G-4 será a principal consequência. E daí a retomada da confiança. Estar no G-4 é status. O time ganha maior respeitabilidade. O Ceará precisa disso. É o momento para alavancar a subida. Aí ultrapassará o Vila Nova. E poderá até assumir a vice-liderança se o Paraná perder para o Internacional e América/MG perder ou empatar diante do Santa Cruz. Esta 28ª rodada poderá ser a da reviravolta quase total. Só não total porque a posição de líder do Internacional está intocável.

Em nome da paz

Cedências de parte a parte. Compreensão de parte a parte. Nenhum dono da verdade. Jogo de cintura. Sabedoria na hora de falar. Discernimento ma hora de agir. Assim, pelos resultados e reflexão, melhorou o relacionamento da torcida com o técnico Marcelo Chamusca. O diálogo é sempre o melhor caminho.

Nomes

Chamusca analisou as manifestações da torcida e da crônica. Levou Magno Alves a Lucas do Rio Verde. Só não entrou porque as condições do jogo não foram favoráveis. Ricardinho entrou, saiu. Ambiente mais arejado. Há espaços para todos, desde que usados com inteligência. Só não há espaço para a intolerância.

Recordando

Image-1-Artigo-2304520-1

Anos 1960. Time juvenil do Gentilândia. A partir da esquerda (em pé): Jomar (treinador), ? , César, Glauber, Tarcísio, Silvio, Oto e Átila. Na mesma ordem (agachados): ? , Evandro, Bernardo, Antenor e Edilson Minhoca. O Gentilândia foi campeão cearense profissional em 1956. (Álbum do ex-jogador Átila.

Vantagem

A vitória do Fortaleza sobre o Sampaio, ontem no Castelão, deixa o Leão a um ponto da grande decisão da Série C. O Leão poderia ter construído um placar maior. Teve o controle de quase todo o jogo, mas negligenciou nas finalizações. Ainda bem o bicudo de Leandro Cearense fez a diferença (1 x 0, Leão).

Jogo da volta

Pelo que se viu ontem, a previsão é de um jogo muito difícil para o Fortaleza em São Luís no próximo sábado. Já na reta final, Reginaldo Junior desperdiçou incrível chance de empatar para o Sampaio. Mas, a rigor, a vitória do Fortaleza foi justa. Bela apresentação de Adalberto, máxime pelo primeiro tempo.

Interação

Image-0-Artigo-2304520-1

A apresentadora Danielly Portela cada vez melhor, mais solta, mais à vontade, no comando do Jornal do Meio Dia pela TV Diário.

Sua interação com o apresentador do A Grande Jogada, Sebastião Belmino, revela a melhor maneira de conduzir com simpatia a transição de um programa para outro. Valeu, menina!

Força de um ídolo. Zé Eduardo, um dos melhores craques que vi em ação, veio de Salvador. Recebeu homenagens do conselho deliberativo do Ceará. Como fã do Zé fui revê-lo sábado passado, quando da visita que ele fez à sede do Ceará em Porangabuçu. Foram duas horas de nostalgia pura. O Zé a relembrar fatos marcantes do tempo em que atuou pelo Vozão. Brevemente dedicarei a ele um comentário. Agradeço ao Malveira e ao Eugênio Fonseca a forma carinhosa com que me receberam.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.