coluna

Tom Barros: reação paranaense

tomb

Tom Barros

tom@diariodonordeste.com.br • Colunista da editoria Jogada.

00:00 · 25.08.2018

A derrota do Fortaleza para o CRB, um time que estava na zona de baixo, tem o lado positivo de alertar o grupo tricolor a ficar mais atento. Não gostei da pouca intensidade do Leão em Maceió. Apesar de ter sido injusta a derrota, o time deixou a desejar. Hoje, no Castelão, o Fortaleza enfrenta um Londrina que, nas mãos de Roberto Fonseca, engatilha reação. Ganhou do Paysandu (2 x 1) e ganhou da Ponte Preta (1 x 0). Dagoberto, sim o veterano Dagoberto que de 2007 a 2011 brilhou no São Paulo, voltou a jogar bonito. Leão convocado a retomar o belo futebol que o fez líder, mas que em momentos andou sumido na derrota para o CRB. É normal que aconteçam oscilações, mas têm de ser efêmeras como nuvens passageiras.

Ex-Fortaleza

No Londrina está o atacante Jô, que atuou pelo Fortaleza em 2017. Aqui teve passagem discreta. Nunca se estabeleceu como esperava o presidente Marcelo Paz. Antes de vir para o Leão, Jô atuara pelo Londrina para onde retornou. Lá, pela Série B 2016, Jô atuou em 31 jogos e marcou apenas três gols.

Juntos

No ar outra vez a polêmica se Gustavo e Ederson podem jogar juntos. Poder eles podem. A discussão deve ser em torno do rendimento. Ora, tudo é questão de adaptação. Para isso há os devidos ajustes. Só não rendem bem os que não são do ramo. Ederson e Gustavo conhecem muito bem os seus campos de ação.

Recordando

Image-0-Artigo-2444389-1

1950. Olha aí o Renato Aragão (Didi) no time de futebol de Salão do Colégio Lourenço Filho. A partir da esquerda (em pé), na fila detrás: Neudson Braga e Renato Aragão. Na mesma ordem, na fila da frente, Maurício Carvalho, José Wilson Sales e Célio Juaçaba. Anos depois, como comediante, Renato ganhou fama nacional na Rede Globo.

Embuste

Os defensores do horário de 11 da manhã para início de jogos de futebol no Sul e Sudeste alegam que nesta época não faz tanto calor para as bandas de lá. Embuste. No jogo Corinthians e Ceará no Itaquerão, os dois times terminaram babando, gravata de fora, pedindo a Deus para o jogo terminar.

Modelo

Para encarar o poderoso e líder São Paulo dentro do Morumbi o Ceará deve repetir o modelo adotado em São Januário. Suportar a pressão de praxe dos primeiros vinte minutos e depois ir trabalhando as saídas ao ataque. Subidas, sim, mas sem aventuras ofensivas. Tudo com extrema responsabilidade.

Reabilitado

Image-1-Artigo-2444389-1

Ricardinho passou alguns períodos desfavoráveis, alvo de muitas críticas. Mas, no jogo em São Januário, ele teve boa participação. Assim me parece reabilitado. Retoma a confiança e poderá ser muito útil amanhã. Quanto a suportar o jogo todo, cabe ao Lisca avaliar o momento correto para fazer as alterações.

Alternativas.

Acompanhar os jogos da Taça Fares Lopes é boa opção para quem gosta das chamadas disputas alternativas, onde há a responsabilidade profissional, mas sem os exageros das tensões e cobranças. Hoje, às 15horas, no PV, Ceará e Ferroviário fazem o clássico de abertura. Amanhã, no mesmo horário e local, o Fortaleza enfrenta o Floresta. No interior, hoje, às 16 horas, Iguatu recebe o Caucaia no Morenão. Amanhã, às 16 horas, no Estádio João Ronaldo, Pacajus recebe Horizonte.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.