coluna

Tom Barros: Interdependência

tomb

Tom Barros

tom@diariodonordeste.com.br • Colunista da editoria Jogada.

00:00 · 14.11.2017

O Ceará poderá realizar hoje o tão esperado sonho de retornar à elite à Série A nacional. Li e reli as matérias sobre as possibilidades. Dá para animar. Se ganhar do Paysandu e houver derrota do Oeste, empate ou derrota do Londrina, o Vozão estará consolidado. Essa combinação de resultados é difícil, mas pode acontecer. O Oeste recebe o Internacional. Jogo complicado. O Londrina recebe o Guarani, que ainda luta contra o fantasma do rebaixamento. Portanto, situações delicadas e diferentes circunstâncias. Mas todas remetem a uma só conclusão: decisões separadas, mas interdependentes porque cada time fica à mercê dos resultados de alguns concorrentes. Isso agita ainda mais.

Preocupação

Os recentes resultados do Ceará com o Castelão lotado não foram bons. Sofreu diante do Figueirense, sendo salvo por Pio já nos acréscimos. Sofreu com o Guarani, sendo salvo por Magno Alves já na reta final. Espero que o time aproveite as duas lições para evitar nova surpresa, agora diante do Paysandu logo mais.

Tudo é possível

Em 2004, para voltar à Série A, o Fortaleza precisava ganhar do Avaí no Castelão por uma diferença de dois gols e que o Brasiliense ganhasse do Bahia em plena Fonte Nova. Pois o Leão ganhou (2 a 0) e o Brasiliense, já campeão da Série B, ganhou do Bahia (2 x 3). O Fortaleza retornou então à Série A.

Recordando

Tiago Cardoso (Fortaleza) em 2007

14 de novembro de 2007. Assim se passaram exatamente dez anos... Treino do Fortaleza no Pici. O goleiro Tiago Cardoso em ação. Tiago (33 anos) Foi ídolo do Santa Cruz, onde ganhou sete títulos. Já no início deste ano, foi para o Náutico, mas deixou o clube em agosto. Ele aceitou reduzir o salário, mas a crise aumentou e não houve como permanecer.

Rígido critério

A entrevista de Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, no programa A Grande Jogada (TV Diário) foi esclarecedora. Falou sobre os rígidos critérios para contratações. Assim, podem tirar o cavalinho da chuva alguns empresários useiros e vezeiros em querer enfiar goela abaixo os seus afilhados jogadores.

Conhece

A política a ser adotada por Marcelo Paz não representa surpresa. Marcelo conhece o mercado da bola. Já falei que tem tudo anotado no notebook dele. Além disso, tem o Sérgio Papellin, outro pesquisador que sabe muito dos assédios de empresários. Vai ser muito difícil alguém passar gato por lebre.

Retorno

Pedro Ken tem sido a imagem da dedicação, da raça, do vestir a camisa, alma e coração. Doa-se tanto à causa que, ao fim de cada jogo, dá sinais de exaustão. Seu retorno hoje, logo numa partida que exigirá tudo de todos, é motivo de euforia. Tipo da disputa adequada aos que, como Pedro, apostam nos desafios.

Seleção. Hoje, às 17hs ( Fortaleza), no Estádio Wembley, em Londres (ING), amistoso Brasil x Inglaterra, seleções principais, já classificadas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. De 1956 a 2013, 25 jogos, com onze vitórias dos brasileiros, quatro dos ingleses e dez empates. O Brasil assinalou 34 gols e a Inglaterra 23. No lendário Estádio de Wembley, em 19/maio/1987, empate 1 x 1, sendo o gol do Brasil assinalado pelo atacante cearense Mirandinha. (Dados de Airton Fontenele).

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.