Coluna

Tom Barros: ganhou moral

tomb

Tom Barros

tom@diariodonordeste.com.br • Colunista da editoria Jogada.

00:00 · 10.08.2018

O Ceará não conseguiu a tão desejada vitória sobre o Santos, mas deixou a certeza de que ganhou moral para os próximos desafios. Agora, sim, passa a certeza de quem entrou para valer na Série A. Assumiu a postura de um time que não se apequena diante de qualquer adversário, seja de São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro... Pode até perder, mas disputando de igual, montando estratégias variadas. Readquiriu a confiança. Verdade que ainda faltam alguns ajustes. A transição preocupa. Ter melhor aproveitamento nas finalizações é uma necessidade. Mas, numa avaliação geral, não há como comparar o Ceará de depois da Copa com o Ceará de antes da Copa. Antes, um time assustado. Agora um time ousado.

Capricho

Calyson melhorou na participação coletiva. Entendo que sua contribuição foi boa neste quesito. Entretanto, precisa urgentemente ajustar a pontaria. Os dois gols que perdeu diante do Santos são inadmissíveis para um jogador profissional. Uma vez ainda é compreensível. Duas, jamais.

Empenho

Em Curitiba, na vitória do Ceará sobre o Paraná, o volante Richardson foi escolhido como o melhor. No empate com o Santos, Richardson teve desempenho notável. Claro, não foi perfeito, pois errou em algumas saídas ao ataque, mas a sua luta incansável compensou algumas falhas cometidas.

10 de setembro de 2006. Série A do Campeonato Brasileiro. No PV o Fortaleza recebeu o Santos, então treinado por Vanderlei Luxemburgo. No lance Finazzi vai dominar a bola à frente do marcador. O placar final foi Fortaleza 1 x 1 Santos. Dênis fez o gol do Santos. Rinaldo empatou para o Fortaleza. O Leão terminou o certame em 18º lugar.

Vaga no G-4

O jogo do Fortaleza em Campinas-SP, amanhã, tornou-se mais difícil porque o Guarani, se ganhar, poderá ingressar no G-4. Basta um empate entre Criciúma e Atlético-GO. Previsível a luta do Bugre para alcançar esse desiderato. O Guarani vem de duas vitórias: em casa 2 a 1 no Brasil-RS; fora, 1 x 2 no Londrina.

Oito pontos

O Fortaleza tem oito pontos acima do Guarani. No último jogo que o Guarani fez em casa, no Brinco de Ouro, perdeu para o Figueirense (2 x 3). O meia Rafael Longuine é o principal goleador do Guarani. Já assinalou sete gols, sendo dois na vitória sobre Londrina, quando também mandou duas bolas na trave.

Torcedor ilustre

Pouco lembrado nesta festa do título brasileiro Série D, conquistado pelo Ferroviário, o querido Aderson Maia Nogueira, ex-presidente da APCDEC e do Sindicato dos Radialistas. Aderson é de tradicional família coral. Seu irmão, Airton Maia, foi abnegado advogado do Ferrão. Aderson feliz da vida.

Estádio preferido

Vejam só como as coisas funcionam no futebol. O Ferroviário foi buscar no Castelão o templo de que precisava para seguir sua campanha rumo ao título da Série D, como realmente conseguiu. Mudou do PV para o Castelão e deu-se muito bem. O Ceará optou pelo inverso: saiu do Castelão para o PV, onde passou a jogar bem e a alcançar os resultados positivos. Se superstição, não sei. Verdade é que deu certo para o Ferroviário e está dando certo para o Ceará. O futebol tem dessas coisas.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.