coluna

Tom Barros: Disputa entre os médios

tomb

Tom Barros

tom@diariodonordeste.com.br • Colunista da editoria Jogada.

00:00 · 17.05.2018

Há, teoricamente, quatro vagas para os times de menor porte tentarem permanecer na Série A nacional. Mas quem são os times médios? Bom, na minha avaliação, com pequenas variações para mais e para menos, ocupam essa faixa Paraná, Ceará, Vitória, Bahia, América-MG, Atlético-PR, Chapecoense e Sport. Os confrontos diretos entre eles ganham maior importância porque praticamente são definidores de vagas. O América-MG e o Sport são até aqui os melhores, inclusive em posições acima de alguns dos chamados grandes. Aliás, no confronto direto com os médios o América vem se dando muito bem. Ganhou do Sport e do Vitória. E só não ganhou do Ceará porque prejudicado pela arbitragem.

Quatro grandes

O Ceará tem a seu favor o argumento de que nenhum outro time médio enfrentou em sequência quatro grandes (Santos, São Paulo, Flamengo e Corinthians) como ele enfrentou. O América, por exemplo, já enfrentou três times médios. O Ceará só enfrentou um, ou seja, o próprio América. A argumentação procede.

Semelhante

O Sport já enfrentou três times médios: o América, o Paraná e o Bahia. O Sport só enfrentou dois times grandes: empatou com o Botafogo e perdeu para o Cruzeiro. O América só enfrentou dois times grandes, Flamengo e Vasco. E perdeu os dois jogos. O Ceará ganhou dois pontos dos times grandes.

Visita de um ídolo

Sérgio Alves e o torcedor Fernando Freire

Sérgio Alves, grande ídolo do Ceará, e o torcedor Fernando Freire. Sérgio ficou muito feliz ao visitar o amigo, pois assim cumpriu promessa antiga de ir lá. Fernando é deficiente, vítima de acidente havido em 1982. Apesar das limitações, Fernando, no seu blog "Em passos lentos eu chego lá", escreve belas crônicas. Ele é apaixonado torcedor do Ceará.

Fora da conta

O Ceará ganhou um ponto do Corinthians no Itaquerão, quando esse jogo era tido como derrota certa. E empatou com o América no Castelão, quando aqui a vitória era tida como certa. Assim, vamos aguardar os próximos jogos. O confronto com o Vitória é jogo direto. Aí terá de buscar a vitória ainda que no Barradão.

Times da zona

Após o jogo com o Figueirense (7º colocado, 9 pontos), o Fortaleza vai encarar dois times que no momento estão na zona de rebaixamento: o Criciúma (18º) no Castelão e o Sampaio Corrêa (17º) em São Luís. Mas o jogo mais esperado será diante do Vila, no Serra Dourada, pois aí em disputa a liderança.

Expectativa

Gustavo

Gustavo certamente deve estar preocupado com a solução a ser dada por Ceni ao lado esquerdo do ataque tricolor, que perdeu a participação de Osvaldo. De uma nova composição positiva nesse setor muito dependerá Gustavo. As jogadas pelos lados são fundamentais para quem atua no comando de ataque.

Saídas ao ataque. Quero crer que cedo Rogério Ceni encontrará uma solução ideal para neutralizar a saída do atacante Osvaldo. O Fortaleza já tem boas subidas ao ataque com os alas Tinga e Bruno Belo. Além de Bruno, Leonan também trabalha muito bem no setor. Quando um time alcança a sintonia fina entre os compartimentos, torna-se menos complicado encontrar a solução para problemas pontuais. Em campeonatos de longa duração, são comuns situações assim.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.