COLUNA

Tom Barros: Diferença abismal

tomb

Tom Barros

tom@diariodonordeste.com.br • Colunista da editoria Jogada.

00:00 · 14.03.2018

O Campeonato Cearense vai caminhando para as duas últimas fases e tudo indica que mais uma vez o título ficará com um dos dois maiores clubes do estado. São vinte e dois anos assim. E não vejo maiores possibilidades de mudança no lugar mais alto do pódio. No ano passado o Ferroviário até encostou, mas na hora da verdade cedeu. A diferença de estrutura é muito grande com relação aos concorrentes menores. Só uma zebra monumental mudará o rumo das coisas. Bravos os que fazem Iguatu, Floresta e Uniclinic. Mas me parece distante um equilíbrio entre os times grandes e médios, já pelos orçamentos. Numa análise comparativa a diferença é mesmo abismal. E está difícil reduzir a margem que os separa.

Quase

No ano passado o Ferroviário a todos surpreendeu, eliminando das finais o Fortaleza. Pelas condições da época, o Ferrão fez campanha acima do esperado. E credenciou-se para as disputas nacional e regional, onde já faturou bom dinheiro. Mas o Ferrão terá de jogar muito mais se quiser ganhar o título.

Avaliação

Claro que esta minha observação não significa menosprezo aos outros clubes. Também não tem a força da verdade absoluta. São meras conjeturas de um cronista que já lida com a matéria há 52 anos. Sim, 2018 pode ter um outro clube campeão cearense que não Fortaleza e Ceará, mas está difícil.

Recordando

Sandro Rosa e Kiko (Ceará)

1º de dezembro de 2005. Há 13 anos esta foto foi batida. Apresentação dos novos contratados do Ceará. A partir da esquerda: zagueiro Sandro Rosa e o goleiro Kiko. O Ceará foi o primeiro time brasileiro de Sandro (44 anos), que antes só jogara no futebol japonês. Henrique Araújo Oliveira, o Kiko (42 anos) já encerrou a carreira.

Chances maiores

Na fase semifinal, são dois jogos entre o primeiro e o quarto colocados e entre o segundo e o terceiro colocados. Se fosse a decisão num jogo só, poderia acontecer a zebra. Mas, em duas partidas, o melhor tem ampliadas as chances de vencer. Se errar num jogo, poderá promover o reparo na partida seguinte.

Distante

Torcedor do Ferroviário que esteja com 22 anos de idade nunca viu o time coral campeão cearense profissional. Passou pela infância, adolescência e chegou à fase adulta sem que seu time tenha conquistado um título estadual. Assim também todos os torcedores dos outros clubes, exceto os do Ceará e os do Fortaleza.

É a fase

Valdo Bacabal

Valdo Bacabal é bom jogador. Atacante participativo na linha de frente coral. Mas, de alguns jogos para cá, não vem produzindo o que é capaz de produzir. O próprio time coral registra um momento de oscilação. Tenho convicção de que Valdo Bacabal pode jogar melhor. Potencial ele tem para isso.

Seleção. Tite, de 22/08/2016 a 12/03/2018, fez dez convocações. Chamou 64 jogadores. A atual convocação foi para os amistosos na Europa, dia 23 contra a Rússia e dia 27 contra a Alemanha. Tite já comandou o Brasil em 17 jogos (13 vitórias, três empates e uma derrota). Classificou a Canarinho em primeiro lugar nas Eliminatórias para a Copa na Rússia. Tite, além dos testes dos novatos Talisca, Willian José e Neto (goleiro), aguarda Neymar para a definitiva e última convocação para a Copa. Dados de Airton Fontenele

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.