COLUNA

Tom Barros: De olho nos jovens

tomb

Tom Barros

tom@diariodonordeste.com.br • Colunista da editoria Jogada.

00:00 · 12.05.2018

Cada vez mais o mundo do futebol opta por descobrir nos cueiros futuros craques. Pode ser a chave da fortuna. Em 1958, Pelé, com 17 anos campeão do mundo titular na Seleção Brasileira, foi exceção. Hoje pululam por toda parte promessas com 14, 15, 16 anos de idade. Vinícius Junior, do Flamengo, tem 17 e já pertence ao Real Madrid. Assim, jovens talentosos como Gustavo, do Fortaleza, e Arthur, do Ceará, estarão sempre na mira dos grandes clubes. E os assédios aumentarão mais ainda na medida em que os dois forem confirmando com gols a marca de seus sucessos pelos campos de futebol do país. Não será surpresa para ninguém se houver a saída de algum deles ou mesmo dos dois para outras plagas.

Proporção

Assim como o futebol europeu leva as revelações do Rio e de São Paulo, os clubes de futebol dos maiores centros do Brasil levam quem se destaca no Nordeste. O poder aquisitivo se impõe. Quem tem mais nos cofres banca os investimentos. É como qualquer negócio, com suas margens de risco.

Foco

Alguém acha que Arthur, jovem e eficiente, passaria sem ser percebido? E Gustavo? Embora vindo do Corinthians, foi aqui que se danou a fazer gols. Daí os holofotes para cima dele. Assim será. Melhor mesmo é tentar formar mais jovens nas bases. Se apenas um ou dois por temporada, os de fora vêm buscar nos cueiros.

Recordando

Image-1-Artigo-2398897-1

12 de maio de 2008. Assim se passaram dez anos... Gilberto Matuto, ala-direito do Fortaleza. Gilberto Francisco Martins está com 36 anos. Joga pelo CSE de Alagoas. Já jogou no Salgueiro, Icasa, Santa Cruz, América-RN, Anapolina, Campinense, Asa, Guarany-S, Crac, Chapecoense, Itabaiana, Alecrim, Sousa-PB, Serra Talhada, Assu, e River-PI.

Condições

O Fortaleza está com todas as condições favoráveis a uma vitória hoje no Castelão diante do Goiás. O Leão ganhou consistência. Há mantido regularidade. Alcançou harmonia com Derley, Jean Patrick, Dodô e Edinho. Na frente Osvaldo e Gustavo. Defesa também segura. Basta não menosprezar o Goiás.

Crise grave

O Goiás levou outra surra do Grêmio pela Copa do Brasil. Já perdera, sob vaias, para o Vila Nova. O técnico Hélio dos Anjos caiu. Não houve anjo que o segurasse. O Goiás está na zona de rebaixamento (18º). Sofreu seis gols nos dois últimos jogos. Vale só uma advertência: time ferido em seus brios às vezes apronta.

Privilégio

Image-0-Artigo-2398897-1

Ter um canhão em casa é privilégio de poucos times no Brasil. Quem neste país continental tem chute mais forte que Pio, do Ceará? Desconheço. Em Maceió Pio fez gol olímpico. Pio meteu bola na trave. Verdade que tem dificuldades de marcação. Entendo. Mas seu potencial ofensivo não pode ficar à margem.

Copa 2018. O primeiro adversário do Brasil na Copa da Rússia será a Suíça, dia 17 de junho, às 15 hs, em Rostov do Don, cidade fundada em 1749, no sul do país. Na Seleção Suíça estão jogadores que atuam na Alemanha, Inglaterra, Itália, Portugal e Canadá. Local do jogo: Arena Rostov (43.702 torcedores sentados), inaugurada no dia 15 de abril passado. Nessa Arena, pela primeira fase, haverá Uruguai x Arábia Saudita, Coreia do Sul x México e Islândia x Croácia. A distância entre Moscou e Rostov é de 958km.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.