ufc

Cigano retorna e faz luta principal

O brasileiro Júnior Cigano foi considerado inocente em caso recente de doping ( FOTO: UFC/DIVULGAÇÃO )
00:00 · 14.07.2018 / atualizado às 15:31

Júnior Cigano pretende reescrever sua história na categoria peso-pesado do Ultimate a partir deste sábado (14), quando irá enfrentar o bulgaro Blagoy Ivanov, na luta principal do UFc Boise, nos Estados Unidos. O evento terá início às 19h15 (de Brasília). Após ser declarado inocente, em caso recente de doping, o ex-campeão espera se recuperar da derrota para Stipe Miocic, em maio de 2017. Para isso, terá que passar por um lutador estreante, pórem muito duro de ser batido, já que Ivanov é ex-campeão do WSOF e vem de cinco vitórias seguidas.

"Pode esperar o melhor de mim, estou sedento por lutas e vitórias, estou vindo para vencer essa luta de forma eficaz, acho que as pessoas vão gostar", disse o lutador brasileiro, que hoje é o nº 8 no ranking da sua divisão e também comentou sobre o novo campeão da sua divisão, o americano Daniel Cormier.

"Avalio de uma forma boa, acho que ter novos desafios é muito importante, a categoria está vivendo um momento muito bom, trocou de campeão. Quando você se torna campeão você se torna um alvo, agora nós temos um alvo que é o Daniel Cormier. Acho que agora a categoria está com ótimos nomes e vai proporcionar bons shows", esclareceu Cigano.

Mais brasileiros

O UFC Boise ainda terá outros dois representantes do MMA brasileiro em ação na noite desta sábado (14). Considerado um dos principais talentos do Brasil na atualidade, fora do UFC, o peso-pena Raoni Barcelos estreia no evento contra o norte-americano Kurt Holobaugh.

Já a detentora do título peso-mosca do Invicta FC (evento ligado ao Ultimate, que tem apenas mulheres competindo), a curitibana Jennifer Maia, também faz a sua estreia no UFC ao encarar a experiente Liz Carmouche, que em sua última luta perdeu para a lutadora também americana Alexis Davis.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.