TALENTO NAS ONDAS

Cearense apresenta atuação em alto nível no Mundial de Surfe

Michael Rodrigues volta a fazer bonito no Mundial de Surfe e garante vaga nas quartas de final

Ao lado de Filipe Toledo e Ian Gouveia, Michael duelou até as últimas ondas para conseguir a classificação. Atleta cearense segue sendo a sensação da etapa brasileira do Mundial de Surfe ( Foto: WSL )
00:00 · 17.05.2018

O surfista cearense Michael Rodrigues voltou a ter uma ótima atuação na etapa brasileira do Mundial de Surfe. Após eliminar dois grandes nomes do esporte na terça-feira (15), o surfista participou de uma das baterias mais difíceis da competição e conseguiu a vaga para as quartas de finais da etapa.

Ao lado de Filipe Toledo e Ian Gouveia, Michael duelou até as últimas ondas para conseguir a classificação. Em uma chave totalmente brasileira na quarta fase do torneio, Michael entrou na água para disputar com um dos favoritos, Felipe Toledo, e com Ian Gouveia. O embate de alto nível marcou uma grande exibição de Felipe Toledo, que conseguiu uma manobra perfeita, tirando um 10. Na soma das duas ondas, 18.33. Por sua vez, o cearense Michael Rodrigues também conseguiu boa apresentação somando 10.94 no total. Foi o suficiente para ficar a frente de Ian Gouveia, eliminado, que somou 8 pontos.

Confira entrevista com o cearense Michael Rodrigues

 

Agora, Michael Rodrigues encara nada mais, nada a menos que o líder do ranking do Mundial de Surfe, o australiano Julian Wilson. As disputas acontecem nesta quinta-feira (17).

Sensação

O cearense Michael Rodrigues segue sendo a sensação do Circuito Mundial de Surfe Profissional 2018. Cotado como o principal atleta a conquistar o título de Hook of the year (estreante do ano), Michael segue mostrando todo o seu talento para o mundo do surfe. Com uma abordagem moderna, progressiva e intempestiva, o local da Praia do Futuro tem atraído os olhares, tanto dos observadores mais atentos, quanto dos simples admiradores da arte de deslizar sobre as ondas e aparece como o novato do ano.

Pela primeira vez na história do World Surf League Championship Tour poderá ter quatro brasileiros disputando as semifinais. Isso porque eles estão em todas as baterias das quartas de final do Oi Rio Pro. A primeira será entre Filipe Toledo e o americano Kolohe Andino, o cearense Michael Rodrigues entra na segunda com o australiano Julian Wilson, Gabriel Medina enfrenta o australiano Wade Carmichael na terceira e a briga pela última vaga nas semifinais será entre o catarinense Yago Dora e o havaiano Ezekiel Lau.

A má notícia ficou para a categoria feminina. Silvana Lima perdeu para a brasileira-havaiana Tatiana Weston-Webb e deu adeus à competição no Rio de Janeiro.

Na grande final, mais uma vez brilhou a estrela da australiana seis vezes campeã mundial, Stephanie Gilmore, que manteve a liderança no circuito mundial.

(Por George Noronha, enviado ao Rio de Janeiro)

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.