Dos Estados Unidos

Zuckerberg deve depor na Câmara

00:00 · 23.03.2018

Washington/Londres. Os líderes do Comitê de Energia e Comércio da Câmara dos Representantes dos EUA, pediram ao executivo-chefe do Facebook, Mark Zuckerberg, que preste depoimento sobre um escândalo envolvendo a empresa de análise de dados Cambridge Analytica, que tem ligações com a campanha de Donald Trump.

O republicano Greg Walden (Oregon) e o democrata Frank Pallone (Nova Jersey) disseram, em um comunicado, que "as últimas revelações sobre o uso do Facebook e a segurança dos dados de usuários levantam muitas preocupações sérias de proteção ao consumidor".

Além disso, eles alegam que muitas perguntas ficaram sem resposta após o escândalo.

A declaração dos dois vem um dia depois de Zuckerberg afirmar à CNN que estaria "feliz" em depor no Congresso. Os legisladores dizem que trabalharão com o Facebook e com Zuckerberg para definir data e hora "no futuro próximo".

Defesa

Gigante das redes sociais, o Facebook continuava ontem em uma tempestade de alcance global, devido ao escândalo de violação da privacidade de seus usuários, apesar do pedido de desculpas feito por Zuckerberg.

Zuckerberg se desculpou na véspera através de um texto publicado no Facebook pelos "erros" que permitiram a uma empresa de consultoria política britânica usar dados pessoais de dezenas de milhões de usuários e prometeu mudanças, mas as autoridades britânicas, que pretendem escutá-lo pessoalmente, não parecem muito convencidas. "À noite vi que Mark Zuckerberg tinha se desculpado e que ia introduzir algumas mudanças, mas francamente não acredito que essas mudanças vão longe o suficiente", disse o ministro britânico da Cultura, Matt Hancock.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.