Cúpula das Américas

Trump descarta encontro com Raúl Castro e Maduro

00:00 · 06.04.2018
Image-0-Artigo-2384086-1
O líder cubano deve participar, na próxima semana, do encontro continental em Lima, capital peruana, mas não deve se reunir com o presidente dos EUA ( Foto: AFP )

Washington. A Casa Branca descartou ontem a possibilidade de o presidente Donald Trump manter contato com o cubano Raúl Castro ou o venezuelano Nicolás Maduro durante a Cúpula das Américas que será realizada em Lima na próxima semana.

Já o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, mencionou ontem uma "grande possibilidade" de alcançar um acordo, nos próximos dias, com EUA e México, em meio à renegociação do Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês).

Existe "uma grande possibilidade de alcançar um acordo em que Canadá, EUA e México saiam ganhando", disse Trudeau. "Seria muito bom que pudéssemos fazer algum anúncio na Cúpula das Américas", em 13 e 14 de abril em Lima, Peru.

Há diversos obstáculos nessas negociações. Por exemplo, atualmente, o Nafta estabelece que automóveis devem ter 62,5% de suas partes fabricadas nos países signatários para poderem ser importados sem tarifas. Washington quer elevar esse percentual a 85% e pretende que 50% sejam americanos - algo que seus sócios não admitem.

O setor automobilístico está preocupado porque salários mais elevados aumentarão custos na cadeia de produção, ou levarão à mudança para locais com mão de obra mais barata.

Já o Departamento da Defesa americano anunciou, ontem, ter criado um grupo especial para executar a ordem de Trump de enviar a Guarda Nacional para a fronteira sul do país. Na véspera, Trump assinou um decreto ordenando a mobilização de tropas na fronteira, a fim de impedir a entrada de imigrantes.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.