Fronteira Irã-Iraque

Terremoto deixa mais de 120 mortos

Tremor de magnitude 7,3 foi sentido em vários países da região, feriu mais de mil pessoas e abriu fissura em represa

00:00 · 13.11.2017 / atualizado às 09:07
Image-0-Artigo-2323393-1
Vítimas dos efeitos do terremoto de ontem foram socorridas e levadas, às pressas, aos hospitais da região, vulnerável a uma grande falha geológica ( FOTO: AFP )

Sulaymaniyah. Um terremoto de magnitude 7,3 atingiu o Iraque, ontem, na região da fronteira do país com o Irã.

Segundo o Departamento de Emergência do Irã, ao menos 129 pessoas morreram no país e mais de mil estão feridas, de acordo com a agência iraniana ISNA.

O Vermelho Crescente, representante da Cruz Vermelha, informou que mais de 70 mil pessoas precisam de acomodações de emergência.

A TV estatal iraniana disse ainda que há seis mortos no Iraque, mas o governo iraquiano não se pronunciou até o momento.

O governo da região autônoma do Curdistão informou, ontem, que há vítimas mortais, mas sem detalhar seu número, e "mais de 500 feridos" na província de Suleimaniya.

O tremor foi registrado a uma profundidade de 25 km, cerca de 30 km ao sudoeste da cidade de Halabja, em uma zona montanhosa da província iraquiana de Suleimaniya, afirmou o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS). O epicentro foi registrado a 22,4 km da cidade iraquiana de Derbendîxan. O terremoto aconteceu às 21h18 locais (15h18 de Fortaleza) e há relatos de que reflexos chegaram a ser sentidos em diversos países da região, como Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Kuwait, Líbano, Israel e Turquia.

Ao menos 14 províncias do país foram atingidas. Perfis de sites de notícias iranianos postaram fotos de pessoas nas ruas e de prédios em ruínas.

 

Deslizamentos

O ministro de Recursos Hídricos do Iraque, Saad al Janabi, informou que aconteceram deslizamentos de terra em uma montanha perto da represa de Darbandikhan como resultado do terremoto, mas que, devido à escuridão, ainda não se sabiam exatamente a magnitude dos danos.

Na manhã de segunda-feira (horário local), as autoridades ordenaram a evacuação urgente das áreas situadas sob a represa.

O terremoto abriu fissuras que podem ser vistas na superfície da estrutura.

O Irã fica situado em uma região caracterizada por diversas grandes falhas geológicas e é um dos países mais ativos do mundo sismicamente. Em 2003, um terremoto de magnitude 6,6 destruiu a cidade histórica de Bam, no sudeste do país, matando cerca de 26 mil pessoas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.