Recuperação Após resgate

Tailândia divulga vídeo de meninos em hospital

Após o trauma, jovens do 'Javalis Selvagens' ficam em quarentena; eles estão em boas condições, diz hospital

00:00 · 12.07.2018
Image-0-Artigo-2425635-1
Um dia após o fim da difícil operação de salvamento, alguns dos resgatados apareceram em leito de hospital, aparentemente bem-humorados ( Foto: AFP )

Chiang Rai. As autoridades tailandesas divulgaram, ontem, as primeiras imagens da complexa operação de resgate de 12 meninos e seu treinador de futebol, presos por duas semanas em uma caverna inundada, e que agora se recuperam no hospital.

Um vídeo do resgate postado na página do Facebook do corpo de elite da Marinha tailandesa mostrou alguns dos garotos resgatados em macas, aparentemente sedados e usando equipamentos de mergulho. As imagens também mostram muitos mergulhadores tailandeses e estrangeiros usando cordas, roldanas e tubos de plástico para tirá-los do complexo subterrâneo.

Mais cedo, um dos socorristas, membro dos fuzileiros da Marinha tailandesa e que participou da operação de resgate, informou que alguns meninos estavam "adormecidos" durante o procedimento. Esses são os primeiros detalhes revelados sobre a complexa operação de resgate.

"Alguns deles estavam adormecidos, outros moviam os dedos (como se estivessem) 'grogues'", explicou o comandante Chaiyananta Peeranarong, que foi o último socorrista a deixar a caverna após o resgate dos jovens, com entre 11 e 16 anos, e seu treinador de futebol.

'Boas condições'

Os médicos informaram que os meninos estão em boas condições físicas e mentais.

Os socorristas e mergulhadores estrangeiros foram celebrados como heróis por terem resgatado em segurança o grupo da gruta de Tham Luang, na Tailândia, onde ficaram presos em 23 de junho em razão de uma inundação. Eles entraram na caverna para escrever seus nomes na parede, um ritual para comemorar o aniversário de um dos colegas.

O complexo de cavernas será transformado em um museu dedicado ao resgate, disse o chefe da operação, ontem. "Uma base de dados interativa será criada, e essa será uma grande atração turística para a Tailândia", disse Narongsak Osottanakorn.

Durante 18 dias, a Tailândia e o resto do planeta acompanharam a odisseia do jovem time de futebol, os "Javalis Selvagens". A chuva que voltou a cair nesta região que faz fronteira com Mianmar e Laos tornou a intervenção ainda mais urgente.

Os jovens passaram nove dias nas entranhas da gruta, até que dois mergulhadores britânicos conseguiram alcançá-los, no início da semana passada. Estavam exaustos, com fome, mas vivos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.