coreia do norte

Seul quer arsenal nuclear próprio

Coreia do Sul já possui o sistema de defesa "Thaad", instalado pelos EUA para interceptar mísseis ( Foto: AFP )
00:00 · 12.08.2017

Seul/ Pyongyang. À medida que cresce a disputa entre EUA e Coreia do Norte, multiplicam-se em Seul os apelos para que a Coreia do Sul desenvolva seu próprio arsenal nuclear, uma iniciativa que pode complicar ainda mais a situação na região.

> Rússia vê alto risco de guerra entre EUA e Coreia do Norte

A Coreia do Sul acolhe 28.500 soldados norte-americanos estacionados no território para defender o país contra seu vizinho do norte, além de um sistema de defesa, o Thaad, capaz de interceptar possíveis mísseis disparados em direção ao país.

Seul não tem direito a fabricar suas próprias armas nucleares desde a assinatura, em 1974, de um tratado sobre energia atômica com Washington que, em compensação, protege os sul-coreanos com seu "guarda-chuva nuclear". Em meio às constantes ameaças, por parte de Pyongyang, de transformar Seul em um "mar de chamas", são cada vez mais maiores as dúvidas sobre a vontade real de Washington de defender a Coreia do Sul, ainda que pondo em perigo algumas cidades norte-americanas.

Nos últimos tempos, a mídia encabeça uma campanha para pedir às autoridades que mudem de estratégia. A Coreia do Sul é um país de ponta em termos tecnológicos e, segundo analistas, poderia fabricar uma bomba nuclear. "Chegou a hora de considerar as armas nucleares", escreveu na sexta (11) o jornal "Korea Herald".

Provocações

"A confiança no 'guarda-chuva' americano pode sofrer abalo", alerta o jornal, que incentiva Washington a posicionar armas nucleares no Sul, caso Seul não queira desenvolver seu próprio arsenal nuclear. Após a Guerra da Coreia (1950-1953), o governo dos EUA posicionou armas atômicas no Sul, mas acabou por retirá-las após as duas Coreias se comprometeram, em 1991, com a desnuclearização da região.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.