Centenas de desaparecidos

Rompimento de represa afeta Laos

00:00 · 25.07.2018

Vientiane. Centenas de pessoas se encontram desaparecidas, ontem, no Laos, e as autoridades temem um grande número de mortos, após a ruptura de uma represa hidrelétrica em construção que submergiu seis aldeias em um dos países mais pobres do Sudeste Asiático. O acidente foi causado pelas contínuas chuvas e pelo acúmulo de grandes quantidades de água.

Dezenas de moradias na zona inundada ficaram totalmente submersas. Dezenas de pessoas estão amontoadas em barcaças.

"Há vários mortos e centenas de desaparecidos", confirmou a agência oficial do Laos. Cerca de 6.500 pessoas se encontram ilhadas e as autoridades tentam evacuá-las da zona do acidente.

A Tailândia, país vizinho, enviou reforço de socorristas, mas a zona afetada está rodeada por uma selva muito densa, o que pode complicar as operações.

Situada na província de Attapeu (sudoeste), perto da fronteira com o Vietnã, a represa rompeu liberando 5 bilhões de m³ de água e deixando vários mortos e centenas de desaparecidos.

O volume de água despejado equivale a mais de dois milhões de piscinas olímpicas.

Impacto ambiental

Dezenas de represas estão em construção no Laos, financiadas pela China. Organizações de defesa do meio ambiente manifestam preocupação com as ambições hidrelétricas do Laos, especialmente pelo impacto das represas no rio Mekong, sua flora e fauna, assim como sobre as populações rurais e suas economias.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.