Área rebelde

Regime sírio já recuperou mais de 50% de Ghuta

00:00 · 08.03.2018

Damasco. O regime sírio reconquistou mais da metade do enclave rebelde de Ghuta Oriental, a região a leste de Damasco que sofre intensos bombardeios desde 18 de fevereiro e que, só ontem, deixou dezenas de civis mortos. Graças a uma ofensiva terrestre, o regime de Bashar al-Assad controla mais de 50% deste enclave, particularmente após a retomada das localidades de Beit Sawa e Al Ashari, de acordo com o diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahman.

Segundo a fonte, "45 civis, entre eles quatro crianças, morreram nesta quarta-feira (ontem), a maioria em bombardeios russos". De acordo com o OSDH, estes ataques deixaram só na localidade de Humuriya 16 mortos. Desde 18 de fevereiro, mais de 850 civis morreram ali, entre os quais cerca de 200 crianças.

Em várias ocasiões, o OSDH acusou a Rússia de bombardear Ghuta, o que Moscou desmente.

Apoiado pela Rússia, o governo sírio não esconde a determinação de reconquistar o último bastião rebelde próximo de Damasco, onde quase 400 mil pessoas são vítimas de um cerco desde 2013, que provoca a falta de alimentos e de remédios. A guerra síria já completou 7 anos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.