Número de mortes impreciso

Queda de passarela mata quatro pessoas em Miami

O desabamento da estrutura esmagou diversos veículos e deixou toneladas de escombros ( Foto: Ag. France Presse )
00:00 · 16.03.2018 / atualizado às 11:30

Miami. Uma passarela caiu ontem sobre uma grande avenida da cidade de Miami, na Flórida, destruindo carros e deixando pelo menos quatro mortos, segundo as autoridades.

Oito veículos ficaram presos nos escombros, e oito pessoas foram hospitalizadas.

O cirurgião Mark McKenney, do Centro Médico Regional de Kendall, informou que recebeu 10 feridos, sendo dois em estado crítico. Os demais se mantêm estáveis, acrescentou o médico.

"Os carros estão completamente esmagados", disse Isabella Carrasco, que chegou ao local logo após o acidente. "Era possível ver pessoas nos carros e um monte de escombros por todas as partes".

A passarela ligava a Florida International University (FIU) à cidade de Sweetwater, a oeste de Miami. De 970 toneladas e 88 metros, a passarela foi concluída no sábado, mas sua abertura ao público estava prevista para o início do próximo ano.

"O que deveria ser uma parte icônica e estável da conectividade entre a cidade e a universidade se converteu em uma tragédia nacional", declarou o prefeito de Sweetwater, Orlando López. "Estou devastado pela notícia do colapso da passarela na rua 8 e a consequente devastação", disse o presidente da FIU, Mark Rosenberg.

Socorristas trabalharam para retirar pessoas presas sob os escombros. Lynnell Collins contou que estava guiando e pronto para virar à direita "quando tudo caiu". "Abandonei meu carro, como outras pessoas, e saímos correndo. Começamos a ajudar as pessoas cujos veículos estavam menos destruídos e que podiam sair facilmente".

 

Colapso

A passarela foi construída pelas empresas MCM Construction e FIGG Bridge Design.

A MCM Construction informou que ao menos uma pessoa morreu e várias estão feridas.

"Estamos chocados com o colapso da "escreveu o grupo FIGG Bridge Design.

Na Casa Branca, a porta-voz Sarah Sanders disse que o presidente Donald Trump acompanha a situação e oferecerá "toda a ajuda necessária".

A passarela, que custou US$ 14,2 milhões, foi instalada com um método acelerado que utiliza um sistema modular, para reduzir as interrupções no tráfego.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.