Diplomacia

Putin quer se reunir com Trump

00:00 · 11.06.2018
Image-0-Artigo-2412124-1
Presidente russo pediu ao chanceler austríaco para articular encontro com o presidente norte-americano ( FOTO: AFP )

Moscou. O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou ontem (11) que está disposto a se encontrar com seu colega americano assim que Donald Trump estiver pronto a uma cúpula entre os dois homens. "Assim que o lado americano estiver pronto, este encontro acontecerá, de acordo com a minha programação", declarou Putin em viagem à China.

"O próprio presidente americano afirmou e repetiu que considerava útil tal reunião. Posso confirmar isso. É verdade", acrescentou o presidente russo.

Ele destacou que não havia discutido com Donald Trump o local onde poderia acontecer tal reunião, mas que "muitos" países estavam prontos para recebê-lo, incluindo a Áustria. "É apenas uma questão técnica", disse.

"É importante que reuniões desse tipo, quando ocorrem, tenham um conteúdo concreto".

O presidente russo pediu ao chanceler austríaco Sebastian Kurz, durante uma visita a Viena no início desta semana, que ajudasse a organizar uma cúpula do tipo que Washington está considerando. Apesar das sanções europeias contra a Rússia, a Áustria continua próxima de Moscou e, ao contrário de vários outros países europeus, não expulsou diplomatas russos após o envenenamento em março no Reino Unido de um ex-agente secreto russo e sua filha.

Singapura

Trump e o dirigente norte-coreano Kim Jong Un chegaram, ontem, a Singapura, dois dias antes de sua esperada cúpula, cujo resultado é incerto após décadas de desconfiança entre o isolado país com armas nucleares e a superpotência mundial.

O avião Air Force One de Trump aterrissou pouco antes das 20h30 (9h30 de Brasília) em Singapura, poucas horas depois da chegada de Kim.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.