República Dominicana

País tem atos contra corrupção

00:00 · 13.08.2018
Image-0-Artigo-2439061-1
Protesto foi organizado pelo 'Marcha Verde', que, desde 2017 pede o fim da impunidade naquela nação ( Foto: AFP )

Santo Domingo. Milhares de dominicanos protestaram ontem, na capital do país, contra a corrupção estatal e a impunidade, em uma manifestação que chamaram de "marcha do milhão" e terminou em frente à sede do Congresso Nacional.

Os manifestantes saíram em passeata pela cidade pedindo "julgamento e prisão para os corruptos" de diferentes órgãos do governo. O protesto foi organizado pelo movimento Marcha Verde, que, desde 2017 (após o escândalo de subornos envolvendo a construtora brasileira Odebrecht), pede o fim da corrupção e impunidade.

"Temos 1 milhão de razões para continuar marchando, para persistir na luta para vencer o regime de corrupção e impunidade que se impôs na República Dominicana", disse a dirigente do movimento, María Teresa Cabrera. "Realmente não há Justiça", declarou Augusto Márquez. A manifestação foi apoiada por dirigentes dos opositores Partido Revolucionário Moderno e Aliança País, e terminou com a leitura de um manifesto no sul da cidade, onde estão as sedes de várias instituições públicas, entre elas o Congresso e a Suprema Corte.

Reivindicação

O movimento Marcha Verde afirmou que organizará novos protestos "até que os congressistas, funcionários, ex-presidentes, empresários e demais responsáveis por gerenciar e se beneficiar dos contratos do Estado com a multinacional mafiosa Odebrecht e seus sócios locais sejam devidamente processados".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.