Copa do Mundo

Venda de ingressos em pontos físicos na Rússia tem filas e bilhetes esgotados

Pouco antes das 14h (8h de Brasília) desta terça-feira (1), hora do início da comercialização nos centros de venda, 400 pessoas formavam uma longa fila em frente da loja de Moscou

16:33 · 01.05.2018 por Folhapress

No primeiro dia de venda de ingressos para a Copa do Mundo em postos físicos na Rússia foi marcado por filas e bilhetes praticamente esgotados.

Pouco antes das 14h (8h de Brasília) desta terça-feira (1), hora do início da comercialização nos centros de venda, 400 pessoas formavam uma longa fila em frente da loja de Moscou.

Em vão. Uma vez que a disponibilidade nos postos fixos é aquela mostrada no site da Fifa. E quase todas as 2,2 milhões de entradas já foram vendidas.

A reportagem esteve no centro de tíquetes de Moscou às 18h locais e se deparou com um lugar praticamente vazio e um anúncio não muito animador para quem ainda deseja bilhetes.

Não há mais nenhuma disponibilidade para jogos em nove dos 12 estádios: os dois de Moscou (Lujniki e Spartak), São Peterbsurgo, Iekaterinburgo, Samara, Kazan, Rostov-do-Don, Kaliningrado e Sochi.

O que resta são bilhetes de categoria 1, a mais cara, para jogos em Nijni Novgorod, Saransk e Volgogrado.

Em Saransk, há entradas para Panamá x Tunísia  (US$ 210 ou R$ 713) e em Volgogrado para Inglaterra x Tunísia, Nigéria x Islândia, Arábia Saudita x Egito e Japão x Polônia (todas a US$ 210). Para Nijni não foi informado o jogo ainda disponível e no site da Fifa todos aparecem indisponíveis.

A Fifa, porém, deixa claro que novos bilhetes podem aparecer em caso de revenda oficial pelo seu site ou devolução por parte de patrocinadores ou federações nacionais.

Os centros de ingressos funcionarão nas 11 cidades-sede até 15 de julho, data da final. Porém, com os bilhetes esgotados, servirão como local de retirada e resolução de problemas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.