Ordem

Supremo Tribunal do Egito determina bloqueio temporário do Youtube

A decisão relaciona-se com o compartilhamento de um vídeo considerado insultuoso ao profeta Maomé

14:45 · 26.05.2018 por Estadão Conteúdo
Youtube
Em 2012, um vídeo de 14 minutos intitulado "A Inocência dos Muçulmanos", que apareceu no YouTube, também provocou protestos no Egito ( Foto: AFP )

O Supremo Tribunal Administrativo egípcio ordenou a suspensão por um mês do site de compartilhamento de vídeos YouTube e outros que compartilham um vídeo considerado insultuoso ao profeta Maomé.

A decisão deste sábado (26) nega provimento aos recursos contra uma decisão similar de 2013, incluindo um pela Autoridade Nacional de Regulamentação de Telecomunicações, que disse que a aplicação da decisão não é viável. O veredicto de sábado é final e não pode ser apelado.

Em 2012, um vídeo de 14 minutos intitulado "A Inocência dos Muçulmanos", que apareceu no YouTube, provocou protestos em todo o mundo muçulmano, inclusive no Egito.

O vídeo ainda pode ser encontrado no YouTube com um aviso informando que ele foi considerado "inapropriado ou ofensivo para alguns públicos". 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.