100 m de altura

Ponte desaba e carros caem no 'vazio' em Gênova, na Itália

Segundo os serviços de emergência, várias vítimas se encontram sob os escombros; jornal fala em ao menos 10 mortos

As imagens divulgadas pelos meios de comunicação mostram a ponte, sem dezenas de metros, no meio da neblina ( Foto: Paola Pirrera / Facebook / AFP )
08:47 · 14.08.2018 / atualizado às 11:32 por AFP / FolhaPress
Os bombeiros realizam buscas pelas vítimas que estão sob os escombros ( Foto: Polizia di Stato )

Um trecho de um viaduto na rodovia A10 desabou nesta terça-feira (14) na cidade italiana de Gênova, informou o corpo de bombeiros da localidade, que acredita que alguns veículos caíram no vazio.

As primeira imagens divulgadas pelos meios de comunicação mostram a ponte, sem dezenas de metros, no meio da neblina que domina a zona industrial.

> Queda de ponte na Itália deixa ao menos 22 mortos

De acordo com os bombeiros, a ponte Morandi desabou por volta de meio-dia, horário local (7h da manhã, em Brasília). 

"Os bombeiros participam, assim como as equipes de resgate com cães farejadores", anunciou o corpo de bombeiros no Twitter.

Segundo o diretor da central de emergências 118 de Gênova, Francesco Bermano, várias vítimas se encontram sob os escombros da ponte Morandi, de 100 metros de altura, após a queda de vários veículos.

Não há ainda informações oficiais sobre o número de vítimas, mas o jornal Corriere della Sera diz que são ao menos dez mortos. A agência de notícias Associated Press diz que cerca de dez veículos caíram no vazio no momento do desabamento. 

O ministro dos Trasnportes da Itália, Danilo Toninelli, disse que "está acompanhando com grande apreensão o que parece uma grande tragédia".  

Bombeiros afirmaram que ainda há o temor que o desabamento afete as linhas de gás que passam pela região. 

Ainda não se sabe o que ocasionou o desabamento. O acidente ocorreu em uma região entre o mar e a montanha, em que a rodovia possui longos túneis e viadutos. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.