'Indireta' para Trump

Papa Francisco afirma que hostilizar imigrantes é pecado

Pontífice não citou diretamente o presidente dos EUA, mas homilia vai de encontro às afirmações do Republicano

10:35 · 14.01.2018 por Estadão Conteudo
papa
O discurso de Francisco ocorre num momento em que os países mais ricos consideram aumentar barreiras físicas ou legais para imigrantes

O papa Francisco afirmou que o medo dos imigrantes é "legítimo", mas considerou um pecado se isso provocar hostilidade. Francisco convidou imigrantes, refugiados, requerentes de asilo e a segunda geração de famílias de imigrantes para uma missa especial celebrada neste domingo (14) na Basílica de São Pedro.

Ele observou que algumas comunidades locais temem que os recém-chegados perturbem a ordem estabelecida. O papa disse que, embora isso seja "compreensível de um ponto de vista humano", é um pecado se esses temores "comprometerem o respeito e a generosidade" e "alimentarem a hostilidade e rejeição" daqueles diferentes de nós.

Em seu papado de quase cinco anos, Francisco tem insistido na missão cristã, no seguimento dos ensinamentos de Jesus, que aponta para o acolhimento das pessoas vulneráveis e marginalizadas.

O discurso de Francisco ocorre num momento em que os países mais ricos, incluindo vários da União Europeia e os Estados Unidos, consideram aumentar barreiras físicas ou legais para imigrantes, e foi feito na mesma semana em que o presidente estadunidense, o republicano Donald Trump, utilizou palavras de baixo calão ao se referir à procedência de alguns imigrantes

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.