Repercussão

ONU e Gana lamentam a morte de Annan

Antonio Guterres (atual secretário-geral da ONU), Nana Akufo-Addo (presidente de Gana) e Vladimir Putin (presidente da Rússia) foram alguns dos que se pronunciaram sobre a morte de Annan

12:12 · 18.08.2018 por FolhaPress
Kofi Annan
Foto arquivo. O ex-Secretário Geral da ONU e presidente do Conselho da Aliança por uma Revolução Verde na África (AGRA), Kofi Annan, no Fórum da Revolução Verde Africana em 2 de setembro de 2010. ( Foto: ISSOUF SANOGO / AFP )

"Kofi Annan foi uma força orientadora para o bem", afirmou o atual secretário-geral da ONU, o português Antonio Guterres. "É com profunda tristeza que fiquei sabendo de sua morte. De muitas maneiras, Kofi Annan foi a Organização das Nações Unidas. Ele subiu nas fileiras para liderar a organização no novo milênio com inigualável dignidade e determinação." 

Já o presidente de Gana, Nana Akufo-Addo, afirmou que Kofi Annan representa um imenso orgulho para o país.

"Diplomata consumado e altamente respeitado ex-secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan foi o primeiro da África Subsaariana a ocupar essa exaltada posição. Ele trouxe considerável renome ao nosso país por essa posição e por sua conduta e comportamento na arena global ", disse. "Ele acreditava ardorosamente na capacidade do ganense de traçar seu próprio curso no caminho do progresso e da prosperidade."

LEIA MAIS

> Morre o ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan 

Quem também se pronunciou foi o presidente da Rússia, Vladimir Putin, em comunicado divulgado pelo Kremlin.

"Eu sempre admirei sua sabedoria e coragem em momentos críticos. Sua lembrança estará sempre no coração dos russos", afirmou.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.