In My Feelings Challenge

Mulher é presa na Arábia Saudita por fazer desafio com música de Drake

A detenção aconteceu por ordem do vice-emir da região oriental, porque a mulher violou as normas públicas do País

14:30 · 28.07.2018 / atualizado às 14:31 por Folhapress

 Uma jovem foi presa, nesta sexta-feira (27), na cidade da Al Jubail, na Arábia Saudita, por dançar a música "In My Feelings", do cantor canadense Drake, ao lado de um automóvel em movimento. 

A detenção aconteceu por ordem do vice-emir da região oriental, Ahmed bin Fahed bin Salman porque a mulher "violou as normas públicas" e apareceu no vídeo vestindo "roupas curtas", algo que também é proibido no país.

Também já houve casos similares nos Emirados Árabes Unidos e o Egito anunciou multas e possíveis penas de prisão para quem o fizer. Segundo o jornal The National, a Promotoria de Abu Dhabi ordenou na última segunda (23) a detenção de três "influenciadores" por publicar vídeos deles mesmos fazendo o desafio.

Para a Promotoria, os detidos colocaram em perigo a vida de outros e ofenderam a moral pública ao usar as redes sociais para promover práticas "incompatíveis com os valores e tradições emiradenses". Já Ministério do Interior do Egito afirmou que haverá prisão de um ano e multas no valor de 3.000 libras egípcias aos cidadãos que fizerem a polêmica dança

Conhecido como "In My Feelings Challenge", o desafio viralizou nas redes sociais depois que o comediante americano The Shiggy Show fez uma coreografia inusitada da música e a publicou em sua conta no Instagram

Rapidamente, anônimos começaram a criar suas próprias coreografias tendo um carro em movimento. Com o tempo, celebridades internacionais como Will Smith e Dualipa passaram a aderir à brincadeira. No Brasil, artistas como Ludmilla e Jojo Maronttinni apresentaram suas interpretações do desafio.  

Desde que a brincadeira surgiu, há pouco menos de um mês, quase 300 mil vídeos foram adicionados ao Instagram com a hashtag da brincadeira. Pular de um carro em movimento nunca foi tão popular.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.