Tragédia em Havanna

Morre uma das três sobreviventes do acidente aéreo em Cuba e número de mortos aumenta para 111

As outras duas sobreviventes, Maylén Díaz, 19, e Emiley Sánchez, 39, permanecem em estado "crítico extremo, com elevado risco de complicação", de acordo com boletim médico

O Boeing 737-200 caiu com 113 pessoas a bordo no último dia 18, pouco depois de decolar do aeroporto de Havana ( Foto: AFP )
18:19 · 22.05.2018 por Folhapress

A bailarina de flamenco e universitária cubana Grettel Landrove, 23, morreu nesta segunda (21) à noite depois de ter conseguido ser resgatada com vida do acidente aéreo ocorrido na última sexta-feira (18), nos arredores de Havana, capital de Cuba. Grettel era uma das três mulheres sobreviventes. Com isso, no total, o acidente matou 111 pessoas, inclusive um bebê de 2 anos e quatro crianças cujas idades não foram reveladas.

Resgatada em meio aos destroços do avião, Grettel apresentou danos neurológicos severos, segundo informações do Hospital Universitário General Calixto García, para o qual ela e as demais sobreviventes foram levadas.

As outras duas sobreviventes, Maylén Díaz, 19, e Emiley Sánchez, 39, permanecem em estado "crítico extremo, com elevado risco de complicação", de acordo com boletim médico.

O Boeing 737-200 caiu com 113 pessoas a bordo no último dia 18, pouco depois de decolar do aeroporto de Havana. As causas do acidente ainda estão sendo investigadas.

Estavam a bordo 102 cubanos, seis tripulantes mexicanos, dos turistas argentinos e uma mexicana, e dois residentes em uma ilha caribenha.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.