Na Ásia

Milhares de pessoas seguem isoladas por inundações na Índia

Mais de 370 mortes foram registradas pelas chuvas torrenciais, segundo o porta-voz do governo do estado de Kerala, Subhash T.V

13:24 · 19.08.2018 por AFP
inundações índia
Cerca de 725.000 pessoas desabrigadas tiveram que buscar refúgio em 3.000 acampamentos de emergência ( Foto: Manjunath Kiran / AFP )

Milhares de pessoas continuavam isoladas neste domingo (19) pelas inundações em um estado muito turístico da Índia, Kerala, onde foram registradas mais de 370 mortes pelas chuvas torrenciais.

Os socorristas seguem com as operações de resgate de pessoas isoladas em seus lares inundados, ou para distribuir água e alimentos nas áreas atingidas, apoiados por dezenas de helicópteros e centenas de embarcações.

O balanço dessas inundações, as mais graves que atingiram este estado do sul da Índia em um século, continuava aumentando e chegou a 370 mortos, informou à AFP o porta-voz do governo do estado de Kerala, Subhash T.V.

Cerca de 725.000 pessoas desabrigadas tiveram que buscar refúgio em 3.000 acampamentos de emergência. Milhares de soldados do Exército, da Marinha e da Força Aérea foram mobilizados para ajudar as pessoas isoladas.

Mais de 10.000 quilômetros de estradas e 134 pontes foram danificados, deixando incomunicáveis distritos das colinas de Kerala, os mais afetados pelo fenômeno meteorológico.

Vários helicópteros estiveram distribuindo água potável e comida em áreas isoladas, e também foram enviados trens para Kerala com provisão essencial.

Neste domingo, a situação na cidade de Chengannur, 120 quilômetros ao norte da capital de Kerala, Thiruvananthapuram, que ficou desconectada do mundo por quatro dias, era particularmente alarmante.

Embarcações militares foram enviadas para esta cidade, onde, segundo a imprensa local, foram encontrados corpos de vítimas.

Saji Cherian, que representa Chengannur na Assembleia de Kerala, disse ao canal Asianet TV que teme um balanço de ao menos 50 mortos em sua cidade, e pediu, soluçando, que enviem helicópteros para resgatar seus habitantes.

Todos os anos, Kerala sofre com as chuvas torrenciais próprias das monções, fenômeno que ocorre entre junho e setembro. Este ano, as precipitações foram particularmente fortes.

Segundo o Ministério indiano do Interior, 868 pessoas morreram em sete estados desde o início das monções.

De acordo com o governo local, as perdas causadas em Kerala por essas chuvas são de 2,9 bilhões de dólares, com base em "estimativas preliminares". O montante definitivo poderá ser confirmado somente quando o nível da água diminuir, disseram as autoridades em um comunicado.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.