Incêndio

Milhares de pessoas fogem de incêndios na Califórnia

Mais de 100 casas queimaram enquanto as chamas sopradas pelo vento rasgavam a região de Redding (norte da Califórnia)

13:18 · 28.07.2018 por Agence France-Presse
Incêndio
As chamas do incêndio que ganhou nome de Carr atingiu a cidade de Redding, norte da Califórnia. ( Foto: JOSH EDELSON / AFP )

Cerca de 7 mil pessoas foram removidas ante o rápido avanço de um incêndio que arrasa o sul da Califórnia, onde autoridades prenderam um suposto piromaníaco.

"Mais de 1,3 mil bombeiros lutam contra o fogo, que destruiu cinco mansões e provocou o fechamento de estradas e a remoção de cerca de 7 mil pessoas", informou o serviço florestal americano na manhã deste sábado.

O incêndio, conhecido como Cranston, atinge desde a última quarta-feira a floresta nacional de San Bernardino (a 150 km de Los Angeles), onde já consumiu cerca de 5 mil hectares, feriu três bombeiros e ameaça cerca de 4,9 mil construções.

Logo após o início do incêndio, autoridades prenderam Brandon McGlover, 32, suspeito de ser o responsável por nove incêndios no sudoeste do condado de Riverside. Ontem, ele foi alvo de 15 acusações de incêndio criminoso, das quais se declarou inocente.

O governador da Califórnia, Jerry Brown, decretou estado de emergência no condado, afetado também por cortes de energia devido à destruição causada pelo fogo, que atingiu quilômetros da rede de distribuição.

O serviço de emergências do governo da Califórnia advertiu que o risco de incêndio continua aumentando no estado. "Assegurem-se de que sua família e seus amigos estejam preparados para a evacuação", publicou no Twitter.

Mais ao norte, outro incêndio, de nome Ferguson, continuava avançando perto do parque nacional de Yosemite. O fogo levou ao fechamento de alguns setores da atração natural.

O serviço de notícias Inciweb informou esta manhã que o incêndio, iniciado no último dia 13, destruiu 20 mil hectares, matou um bombeiro e feriu sete pessoas.

Sobre o incêndio Carr, ao norte da cidade de Redding (norte da Califórnia), em que morreram na última quinta-feira dois bombeiros, o último relatório, divulgado na noite de ontem, deu conta de quase 20 mil hectares queimados em quatro dias, 500 prédios destruídos e 75 danificados.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.