luto

Estilista Kate Spade sofria de depressão severa, afirma marido da estilista

Com seu marido e parceiro de negócios, Kate Spade transformou a marca que leva seu nome, inicialmente dedicado a bolsas, em um negócio bilionário

20:28 · 06.06.2018 por Folhapress

Em comunicado divulgado nesta quarta (6), o marido da estilista Kate Spade afirmou que ela sofria de depressão severa e informou que eles estavam vivendo separadamente nos últimos dez meses.

Kate Spade, 55, foi encontrada morta em seu apartamento em Nova York na manhã de terça (5). A polícia trabalha com a hipótese de suicídio. Um empregado encontrou o corpo e um bilhete, cujo teor não foi divulgado. 

Em seu primeiro pronunciamento público após o anúncio da morte da mulher, Andy Spade afirmou que não havia planos de divórcio.

Com seu marido e parceiro de negócios, Kate Spade transformou a marca que leva seu nome, inicialmente dedicado a bolsas, em um negócio bilionário.

Andy Spade afirmou que a mulher sofreu de ansiedade em alguns momentos do casamento, mas os episódios mais sérios da depressão surgiram cerca de seis anos atrás, quando ela tinha 49 anos.

"Kate sofreu de depressão e ansiedade por muitos anos. Ela procurou ajuda e teve acompanhamento médico para tratamento. Ela parecia feliz na noite anterior à morte. Não havia indicação nem aviso do que ela poderia fazer", afirmou Andy Spade. "Foi um completo choque. Ela estava lutando com demônios pessoais."

Kate e Andy Spade se casaram há 24 anos e iniciaram a marca Kate Spade em 1993.

Segundo Andy, eles mantinham apartamentos separados a poucos quarteirões um do outro e continuavam a tirar férias juntos. A filha deles, Frances Beatrix, morava um pouco com cada um dos pais.

Ela estava com Andy na noite da morte da mãe.

Andy Spade também afirmou que nem ele nem ninguém da família viu o bilhete deixado por Kate, mas que soube do documento pela mídia.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.