Declaração

Em carta a católicos, papa Francisco condena crimes sexuais na igreja

Pontífice pede ajuda de fiéis para acabar com a 'cultura do abuso'

17:25 · 20.08.2018 por Folhapress
Papa Francisco
( Foto: Shutterstock )

O Vaticano divulgou nesta segunda-feira (20) uma carta do papa Francisco direcionada aos católicos em que o pontífice reconhece que abusos sexuais cometidos por membros da Igreja Católica dos Estados Unidos foram acobertados.

É a primeira manifestação de Francisco desde a divulgação de relatório sobre abusos cometidos no estado da Pensilvânia ao longo de décadas. Segundo o relatório, ao menos "301 padres predadores" abusaram de mais de mil crianças. Na sexta-feira, o Vaticano soltou uma nota sobre o caso. "Mostramos não ter nenhum cuidado com os pequeninos; os abandonamos", escreveu o papa.

"É essencial que nós, como igreja, sejamos capazes de reconhecer e condenar, com dor e vergonha, as atrocidades perpetradas pelas pessoas consagradas, clérigos e todos aqueles a quem confiamos a missão de zelar e cuidar dos mais vulneráveis", disse.

O papa afirmou que, embora a maioria dos casos nos EUA "pertença ao passado", a igreja falhou em reconhecer a "magnitude e a gravidade do dano" causado. Afirmou ainda que "nenhum esforço será poupado para impedir abusos e seu acobertamento".

Francisco pediu ainda que todos os católicos ajudem a igreja a "extirpar" a cultura do abuso "em nossas comunidades".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.